Sem atendimento

Emergência do Hmib está atendendo somente casos graves

Pais que procuram atendimento para seus filhos na unidade de saúde relatam que estão esperando há mais de 12 horas e são aconselhados a ir para casa pelos funcionários

Arthur de Souza
postado em 13/05/2022 19:42 / atualizado em 13/05/2022 20:14
 (crédito: Minervino Junior/CB)
(crédito: Minervino Junior/CB)

Pacientes que aguardam atendimento no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) estão passando por momentos de angústia nesta sexta-feira (13/5). Um aviso na recepção da unidade mostra que somente crianças classificadas com pulseira vermelha seriam atendidas.

De acordo com funcionários do local, a restrição no atendimento acontece devido à superlotação das enfermarias e do pronto-socorro da pediatria. Por volta de 19h15, funcionários indicaram ao Correio que os atendimentos continuam apenas para casos de risco, classificação "vermelha".

  • Uma pessoa, que não quis se identificar, contou ao Correio que está no Hmib desde as 5h da manhã, sem conseguir atendimento Minervino Junior/CB
  • Pais que estão com seus filhos aguardando atendimento relatam que as crianças estão passando apenas pela triagem e, em seguida, são aconselhadas a irem para casa Minervino Junior/CB
  • De acordo com funcionários do local, a restrição no atendimento acontece devido a superlotação das enfermarias e do pronto socorro da pediatria Minervino Junior/CB

Pais que estão com seus filhos aguardando atendimento relatam que as crianças estão passando apenas pela triagem e, em seguida, são aconselhadas a irem para casa. Uma pessoa que não quis se identificar contou ao Correio que estava no Hmib desde às 5h da manhã, sem conseguir um médico para o filho.

A autônoma Bianca Alves, 26 anos, mora em Taguatinga e afirma que está há duas semanas tentando buscar atendimento para seu filho, que apresenta quadro de febre e vômito. Ela foi ao Hmib na tarde desta sexta-feira (13/5), por volta das 14h, e, desde então, só conseguiu passar pela triagem. "(Os funcionários) falam que não está tendo atendimento e mandam procurar outras unidades", relata.

Em nota, enviada ao Correio por meio da Secretaria de Saúde (SES-DF), a direção do Hmib informou que, em função da alta demanda na rede de saúde, a unidade operava em bandeira vermelha até o início da noite desta sexta-feira (13/5) e que, atualmente o Pronto-Socorro da unidade está em bandeira laranja, com quatro médicos atendendo.

No texto, a pasta ressaltou que, para organizar o fluxo de atendimento nos hospitais do DF em momentos de muita procura, “as direções das unidades definem as prioridades e a capacidade de atendimento, sinalizando o grau de ocupação com bandeiras”. A Secretaria também informou que “não tem medido esforços” para reforçar o atendimento nas unidades de saúde do DF e, recentemente, lançou edital de concurso para cargos efetivos em diversas especialidades. Além disso, outros profissionais já haviam sido convocados para vagas temporárias, a fim de suprir o déficit de funcionários.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE