CEILÂNDIA

Após perseguição, polícia prende homem que bateu na enteada e no genro

Grupo Tático Operacional foi acionado para apurar uma ocorrência de violência doméstica e dano a bem privado. Porém, quando a corporação chegou ao local, o homem emplacou fuga

Rafaela Martins
postado em 16/05/2022 23:25
A família da vítima relatou que o infrator teria agredido a enteada, o genro e em seguida batido de forma proposital contra o carro do genro -  (crédito: Divulgação/PMDF)
A família da vítima relatou que o infrator teria agredido a enteada, o genro e em seguida batido de forma proposital contra o carro do genro - (crédito: Divulgação/PMDF)

Depois de agredir a enteada e o genro, um homem emplacou fuga nas ruas de Ceilândia Sul, na noite desta segunda-feira (16/5). No primeiro momento, o Grupo Tático Operacional (GTOP) 30 foi acionado para apurar uma ocorrência de violência doméstica e dano a bem privado. Chegando ao local — Expansão do Setor O — os policiais notaram que um carro estava andando em alta velocidade.

O GTOP identificou que o carro era um Classic de cor preta, e rapidamente tentou realizar a abordagem, mas o condutor desobedeceu a ordem de parada e continuou em via pública. Neste momento, a Polícia Militar do DF (PMDF) iniciou a perseguição.

O criminoso ainda tentou se esconder na própria residência, mas os policiais conseguiram impedi-lo. No momento da abordagem, o homem resistiu à prisão, porém, com a chegada de outras equipes policiais ele foi contido e preso.

A família da vítima relatou que o infrator teria agredido a enteada, o genro e em seguida batido de forma proposital contra o carro do genro. A equipe conduziu todos os envolvidos para a 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro).

O homem foi detido por tentativa de homicídio (6 meses a 20 anos de reclusão), Maria da Penha (3 meses a 3 anos de reclusão), dano a bem público e privado (6 meses há 1 ano de prisão), lesão corporal (3 meses há 1 ano de detenção) e embriaguez ao volante (6 meses há 3 anos de reclusão).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE