Crime

Em meio a fezes de cachorro, mãe torturava e estuprava filhos

As crianças, de 6 e 4 anos, eram mantidas em um apartamento repleto de fezes, urina de cachorro de estimação, restos de alimentos, roupas podres, insetos e lixo espalhados pelos cômodos

Ana Maria Pol
postado em 20/05/2022 16:38
 (crédito: Divulgação/PCDF)
(crédito: Divulgação/PCDF)

A mãe de um menino, 6 anos, e de uma menina, 4, foi presa, após ser acusada de cometer maus-tratos, violência doméstica e crimes sexuais contra seus próprios filhos. A mulher, 26 anos, e o ex-namorado foram detidos nesta quinta-feira (19/5) por policiais da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires). Segundo a Polícia Civil, as crianças eram mantidas em um apartamento repleto de fezes, urina de cachorro de estimação, restos de alimentos, roupas podres, insetos e lixo espalhados pelos cômodos. Agentes relataram, ainda, que as vítimas apresentavam lesões pelo corpo, além de piolhos e carrapatos.

De acordo com informações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), os crimes ocorriam desde o ano passado, e foram investigados após uma ação da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri). Os policiais, que cumpriam mandados de busca e apreensão envolvendo outra investigação, presenciaram a situação das vítimas e viram as condições precárias de higiene na residência da envolvida. Na época, o casal mantinha um relacionamento amoroso e a mulher convivia com os filhos em um apartamento na Colônia Agrícola Samambaia, em Vicente Pires.

Segundo a Polícia Civil, as crianças eram mantidas em um apartamento repleto de fezes, urina de cachorro de estimação, restos de alimentos, roupas podres, insetos e lixo espalhados pelos cômodos. Agentes relataram, ainda, que as vítimas apresentavam lesões pelo corpo, além de piolhos e carrapatos
Segundo a Polícia Civil, as crianças eram mantidas em um apartamento repleto de fezes, urina de cachorro de estimação, restos de alimentos, roupas podres, insetos e lixo espalhados pelos cômodos. Agentes relataram, ainda, que as vítimas apresentavam lesões pelo corpo, além de piolhos e carrapatos (foto: Divulgação/PCDF)
 

Abusos cometidos

As crianças foram submetidas a depoimento especial, na Delegacia Especial de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), e narraram os abusos cometidos. De acordo com informações da PCDF, ambos foram abusados sexualmente pelo namorado da mãe e presenciaram a mulher consumindo drogas com outras pessoas, exibindo as partes íntimas em um aplicativo de celular, em troca de dinheiro. A mulher mantinha, ainda, relações sexuais na frente das crianças.

Inconformada com a situação insalubre das crianças, a avó paterna solicitou a guarda dos netos. O menino foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), que atestou lesões e atos de violência. Os investigados foram indiciados pelos crimes de violência doméstica, maus tratos, abandono material, estupro de vulnerável e satisfação de lascívia mediante presença de criança. Somadas, as penas podem alcançar 30 anos de prisão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE