sorteio

Prazo para sorteados no Nota Legal resgatarem prêmio vai até sábado

Participantes do sorteio poderiam resgatar prêmios somente até essa quarta-feira (22/6), mas o prazo foi estendido e segue até sábado (25/6)

Correio Braziliense
postado em 22/06/2022 11:51
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Aqueles que ganharam o último sorteio do Nota Legal de 2021 terão até o próximo sábado (25/6) para solicitar o resgate dos prêmios. A Secretaria de Economia estendeu o prazo que seria inicialmente até esta quarta-feira (22/6).

De acordo com a Secretaria de Economia, essa é a última chance para os participantes do programa conferirem se tiveram sorte no concurso realizado em dezembro do ano passado. Os valores que não forem resgatados voltarão aos caixas do Governo do Distrito Federal.

Quem participou pode conferir se foi sorteado no site do Nota Legal, após acessar a área restrita com CPF e senha. Ao clicar na aba “Sorteio”, o participante pode conferir se foi premiado ou não. Na mesma área, os sorteados podem acessar o campo “Indicar dados bancários para o crédito do prêmio” e realizar o procedimento.

Segundo sorteio de 2022

Em 28 de junho será realizado o próximo sorteio do Nota Legal. Concorrem aos prêmios todas as notas emitidas no período de 1º de maio a 31 de outubro de 2021. Ao todo, 12.600 bilhetes serão premiados dentro de 51.335.194 gerados para o sorteio. A informação está no Diário Oficial do DF (DODF) da última quarta-feira (15/6).

Entre outros dados referentes ao sorteio, também foram publicados os códigos dos arquivos com os bilhetes gerados e do aplicativo utilizado no sorteio. Serão distribuídos R$ 3 milhões, com 12.600 prêmios que vão de R$ 100 a R$ 500 mil.

Os prêmios serão distribuídos da seguinte forma:
– 1 prêmio de R$ 500 mil
– 2 prêmios de R$ 200 mil
– 3 prêmios de R$ 100 mil
– 4 prêmios de R$ 50 mil
– 10 prêmios de R$ 10 mil
– 30 prêmios de R$ 5 mil
– 50 prêmios de R$ 1 mil
– 500 prêmios de R$ 200
– 12 mil prêmios de R$ 100

Com informações da Secretaria de Economia do Distrito Federal

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE