Crime

Familiares e amigos se despedem, nesta terça, de PM baleado por colega

O soldado Yago Monteiro Fidelis, 31 anos, foi baleado na cabeça dentro da viatura, no último domingo (14/1), pelo sargento Paulo Pereira de Souza

Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) -  (crédito: Marcelo Ferreira/CB/DA Press)
Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/DA Press)
postado em 16/01/2024 12:35 / atualizado em 22/01/2024 16:07

O corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis, 31 anos, foi sepultado na manhã desta terça-feira (16/1). Familiares, amigos e colegas da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) se reuniram no Cemitério do Gama para prestar uma última homenagem e se despedir do agente. Ele foi baleado na cabeça, no último domingo (14/1), pelo sargento Paulo Pereira de Souza, que tirou a própria vida após os disparos.

Para o último adeus ao soldado, foi realizado um cortejo de Santa Maria, região onde Yago morava, até o cemitério. O corpo foi transportado por um caminhão do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), seguido por viaturas da PMDF e carros de familiares. Na tarde desta segunda-feira (15/1), o corpo do soldado foi velado na Capela São Francisco de Assis, em Santa Maria. Um helicóptero da PMDF soltou pétalas de rosas no momento do sepultamento.

Tia de Yago, Maria dos Reis prestou uma homenagem ao sobrinho em nome da família. “O Yago era um rapaz extremamente humilde, inteligente, simples, era um rapaz que eu gostava muito de brincar e conversar, mas era também muito sensível. Eu sei que não é fácil achar palavras nesse momento. Quando recebemos a notícia, nós passamos mal. O Yago era uma pessoa maravilhosa que todos queriam ter por perto”, discursou.

Ainda durante o discurso, a tia de Yago comentou que o rapaz entrou para a corporação porque era o sonho dele e pediu para que o que ocorreu com o jovem soldado não fosse esquecido. “Ele realizou esse sonho e fez isso muito bem. Que essa tarde seja um marco para essa corporação e não caia no esquecimento, para que haja mais eficácia, amparo e apoio para os policiais”, pediu a parente.

Um policial militar que treinou Yago no curso da PMDF também discursou na despedida ao colega de farda. “Um aluno com vontade de servir e proteger a sociedade. Com certeza Deus vai consolar a família e a nossa corporação”, destacou em meio às lágrimas. Aos pais do soldado, ele disse, emocionado: “Vosso filho era muito especial para nós, um garoto humilde, um garoto de Deus com muita vontade de vencer na vida”.

Em nome de um grupo de amigos de Yago, um grande amigo do soldado comentou que eles estudaram juntos, inclusive para o concurso da PMDF, e se conheciam há 17 anos. “Amigo do peito. Foram poucos os dias que não nos falamos. Temos um grupo de amigos muito unidos e ele era um cara extremamente alto astral. Fomos correndo para o hospital quando soubemos, mas infelizmente ele não resistiu. Vai ficar sempre a alegria do Yago”, comentou o amigo, com a voz embargada.

Yago morreu cerca de duas horas depois de ter sido encaminhado para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT), onde chegou em estado gravíssimo. O soldado de 1ª classe da PMDF era Católico e participava de um grupo da igreja. Na policia desde 2021, ele havia acabado de comprar um apartamento e planejava se casar. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do DF, por meio da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), e pela Corregedoria da PMDF.

Autoridades

O último adeus a Yago contou com a presença da vice-governadora Celina Leão, da comandante-geral da PMDF, Coronel Ana Paula Barros Habka, e da comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Mônica de Mesquita Miranda. A despedida reuniu também dezenas de PMs de diversas patentes que participaram da formatura do curso junto com o Yago e que trabalhavam com ele.

Após o discurso de despedida da tia, Celina reafirmou o compromisso do Governo do Distrito Federal (GDF) com o cuidado com as forças de segurança. “Em nome do GDF, Yago não será esquecido. Nossa missão é árdua e que Deus possa nos dar força para o nosso desafio. O Yago representa muito bem a nossa corporação. Foco, força, honra e fé. O GDF está de luto”, disse a vice-governadora.

Comandante-Geral da PMDF, coronel Ana Paula pediu para que os policiais presentes fizessem juntos uma continência ao soldado Yago. “Que Deus o leve em sua Santa paz”, enfatizou a policial diante do túmulo. À imprensa, a comandante lamentou o ocorrido e reforçou que a questão psicológica dos agentes será uma prioridade na corporação. “É um momento de muita tristeza viver uma tragédia dessa que a gente viveu no domingo, mas a respeitosa continência foi dada a um herói que nos deixa. Yago deixa um exemplo de vida, de querer entrar na corporação, de lutar, de fazer o melhor pela sociedade mesmo que em pouco tempo na nossa corporação”, destacou.

A coronel disse ainda que a PMDF dará assistência psicológica imediata aos policiais que trabalham no 27° Batalhão, localizado no Recanto das Emas, onde Yago estava lotado. Na tarde desta terça-feira (16/1), a comandante-geral vai se reunir com o governo para tratar sobre as ações de assistência psicológica para os policiais.

  • Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1)
    Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) Marcelo Ferreira/CB/DA Press
  • Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1)
    Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) Marcelo Ferreira/CB/DA Press
  • Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1)
    Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) Marcelo Ferreira/CB/DA Press
  • Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1)
    Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) Marcelo Ferreira/CB/DA Press
  • Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1)
    Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) Marcelo Ferreira/CB/DA Press
  • Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1)
    Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) Marcelo Ferreira/CB/DA Press
  • Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1)
    Corpo do soldado Yago Monteiro Fidelis morto por colega no Recanto das Emas é enterrado nesta terça (16/1) Marcelo Ferreira/CB/DA Press

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
-->