PESQUISA

Dieta vegana alivia dores de artrite reumatoide, diz estudo dos EUA

Pacientes, diagnosticados com a doença autoimune, que se alimentaram apenas de vegetais tiveram os níveis de dor reduzidos em dois pontos quando comparados aos que comeram produtos animais

Jéssica Gotlib
postado em 04/04/2022 18:19 / atualizado em 04/04/2022 18:34
Médicos esperam que descoberta ajudem a aliviar sintomas sem a necessidade de novos medicamentos -  (crédito: Septimiu/Pixabay/Reprodução)
Médicos esperam que descoberta ajudem a aliviar sintomas sem a necessidade de novos medicamentos - (crédito: Septimiu/Pixabay/Reprodução)

Pesquisadores do Comitê de Médicos para Medicina Responsável investigaram como uma interferência na dieta pode mudar a rotina de pacientes com artrite reumatoide. Em um estudo randomizado, quer dizer, com pacientes colocados em grupo de teste e controle aleatoriamente, eles analisaram o efeito de parar de comer carne nos portadores da condição autoimune.

  • Coxinha de espinafre vendida no Lollapalooza Brasil, em São Paulo Divulgação/Ana Branco
  • Comidas saudáveis. Salada vegana e suco detox do restaurante The Plant Mariane Silva/Esp. CB/D.A Press
  • Receitas veganas em restaurantes que não são especializados. Local: Restaurante RAJ, Asa Norte Vinicius Cardoso Vieira/Esp. CB/D.A Press
  • 14/08/2018. Credito: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A. Press. Brasil. Brasilia - DF. Veganismo. Blogueira Luisa Ferrari e vegana ha 2 anos. Prato vegano do Restaurante Vegan - se. Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press

A conclusão é que, uma dieta vegetariana pode reduzir em até dois pontos o nível de dor das pessoas doentes. Além disso, deixar de comer carne diminuiu a sensação de inchaço e teve efeitos colaterais considerados benéficos como a redução no colesterol total, e uma perda média de peso de 6,35kg. Enquanto isso, o grupo que recebeu placebo teve um ganho de 0,9kg. Tudo isso sem restringir as calorias.

O estudo foi feito observando 44 pessoas distribuídas em dois grupos. Enquanto no primeiro, as pessoas passaram por uma dieta vegana de quatro semanas. Eles cozinhavam o próprio alimento seguindo orientações da equipe de pesquisa. Alimentos adicionais foram eliminados ao longo de três semanas e, posteriormente, reintroduzidos durante outras nove.

O segundo grupo foi orientado a continuar com a dieta normal, irrestrita, e recebeu um remédio placebo para tomar ao longo do mesmo período de tempo. Em seguida, os participantes das duas turmas trocaram de dieta por quatro meses. Todos os participantes já tinham sido previamente diagnosticados com artrite reumatoide.

Como reduzir as dores causadas pela artrite

Antes que o experimento começasse, os médicos da organização estadunidense pediram que os voluntários preenchessem um formulário informando o nível de dor em uma escala que vai de "sem dor" até "dor tão ruim quanto é possível suportar". Enquanto estiveram sob a dieta vegana, os portadores da condição autoimune relataram uma queda de até dois pontos no nível de dor.

A redução foi maior quando os cientistas fizeram um subgrupo excluindo os indivíduos que aumentaram o uso de medicamentos durante o estudo. A diferença também foi maior em outra subanálise, limitada aos participantes que não fizeram alterações na medicação.

O número médio de articulações inchadas diminuiu de 7,0 para 3,3 na fase vegana, enquanto esse número aumentou de 4,7 para 5 na fase placebo. Para o principal autor do artigo e presidente do comitê de médicos, Neal Barnard, esse é um passo extraordinário na busca por um tratamento auxiliar não medicamentoso para a artrite.

"Uma dieta baseada em vegetais pode ser a receita para aliviar a dor nas articulações para milhões de pessoas que sofrem de artrite reumatoide", diz. "E todos os efeitos colaterais, incluindo perda de peso e colesterol mais baixo, são apenas benéficos", reforça.

O artigo intitulado Um ensaio randomizado e cruzado de uma intervenção nutricional para artrite reumatoide pode ser lido na íntegra, em inglês, no site do American Journal of Lifestyle Medicine.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE