Covid-19

'007 sem tempo para morrer' pode ser adiado novamente

A motivação principal seria o novo lockdown no Reino Unido; a nova data deve ser entre setembro e novembro

Correio Braziliense
postado em 13/01/2021 13:37 / atualizado em 13/01/2021 13:38
 (crédito: Nicola Dove)
(crédito: Nicola Dove)

O novo longa de James Bond pode ser adiado mais uma vez. 007 sem tempo para morrer, com lançamento marcado, até então, para 2 de abril deste ano, deve ter a estreia remanejada para alguma data entre setembro e novembro. As informações são do portal internacional Deadline.

A motivação principal seria a situação da pandemia do novo coronavírus no Reino Unido, com os casos subindo e a descoberta de uma nova variante do vírus. O governo britânico então optou por um outro lockdown em janeiro. Sem saber como estará o contexto em abril, os responsáveis pela distribuição do filme estão pensando em uma nova data.

Esta seria a quarta data de lançamento do 25º longa da franquia 007 anunciada desde o início da pandemia. Primeiramente, o filme estava marcado para estrear em abril de 2020, depois passou para novembro, até chegar a atual data. Chegou a ser avaliado lançar a fita diretamente nos serviços de streaming, o que seria uma medida sem precedentes na história dos filmes do agente secreto.

O novo longa do 007 vai encerrar a história do James Bond de Daniel Craig. Na trama, o agente será tirado da aposentadoria por um amigo de longa data para lidar com um vilão que possui uma tecnologia perigosa. Retornam para o filme Léa Seydoux como Madeleine, Ralph Fiennes como M, Christoph Waltz como Blofeld e Ben Whishaw como Q. Entram para o filme Lashana Lynch, que vive personagem que assume o papel de agente 007 no lugar de Bond; Ana de Armas, interpretando Paloma; e Jeffrey Wright como Felix Leiter. A direção é de Cary Joji Fukunaga.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE