Estudante acusa produtores da Globo de assédio sexual em seleção para BBB22

A mineira Aline Vargas afirma que durante seleção para participação da edição do BBB22, os produtores pediram fotos nuas para que fosse a próxima fase

Victória Olímpio
postado em 10/06/2021 15:24 / atualizado em 11/06/2021 15:50
 (crédito: Aline Vargas/Instagram/Reprodução)
(crédito: Aline Vargas/Instagram/Reprodução)

Aline Vargas, estudante de odontologia de 35 anos, abriu um boletim de ocorrência contra produtores do Big Brother Brasil (BBB), reality show da TV Globo, por assédio sexual. Segundo ela, durante processo de seleção para entrar no programa do ano que vem, os produtores pediram fotos nuas, alegando que somente assim ela conseguiria chegar à próxima fase.

O boletim foi aberto na Delegacia da Mulher, de Belo Horizonte, e um inquérito já foi instaurado pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), que apura o envolvimento do segundo produtor no caso. Aline afirma ter todas as provas em mensagens e áudios enviadas pelos produtores à ela.

Nas redes sociais, a estudante falou sobre o assunto e revelou que foi ignorada ao tentar contatar a emissora: "Isso aconteceu há 15 dias. Eu sempre fui muito fã da Rede Globo, do BBB e tudo mais. Mas estou vendo agora um outro lado".

Ao Correio, a Rede Globo informou que não costuma comentar esse tipo de questão, mas que a pessoa envolvida não está mais na empresa. Em nota, a emissora afirmou ainda que as medidas necessárias serão adotadas. Confira o comunicado enviado:

"Como você sabe, a Globo não comenta questões relacionadas a Compliance, mas o colaborador em questão não está mais na empresa. Aproveitamos para reiterar que temos um Código de Ética, que deve ser seguido por todos nossos colaboradores, e uma ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação ao Código. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE