Saúde

Evandro Santo desabafa sobre vício com drogas: "achei que estava no controle"

Nas redes sociais, o ator contou ainda sobre a luta contra o vício e revelou estar na quinta internação

Victória Olímpio
postado em 25/06/2021 10:38
 (crédito: Evandro Santo/Instagram/Reprodução)
(crédito: Evandro Santo/Instagram/Reprodução)

O ator e humorista Evandro Santo decidiu desabafar nas redes sociais e assumir o vício em drogas. Em vídeo, o artista falou sobre a luta que está passando para conseguir se recuperar, além de relatar o problema com as substâncias químicas. Aos 46 anos, ele falou ainda que está na quinta internação em clínica.

"Este é o IGTV mais difícil e acho que um dos mais importantes da minha vida. Eu vou começar com uma frase que muitos de vocês talvez não conheçam, mas muito talvez conheçam: eu sou o Evandro, tenho 46 anos e sou um adicto em recuperação. A adicção é uma doença que pode surgir com compulsões e pode evoluir através de sexo, comida, drogas, no meu caso são as drogas", contou.

Evandro revelou que nunca teve problema com vícios na adolescência: "eu fui beber a primeira vez, eu tinha vinte e cinco anos no Rio de Janeiro, nunca me esqueço. Foram três caipirinhas porque eu levei um chifre de um cara que eu gostava; pois é, frustração leva a isso, só pra avisar, tá? (…) Aí, um grande amigo meu, uma pessoa a que eu devo muito a minha carreira, usava ecstasy. Aí, tomei o primeiro, foi aquela maravilha, a gente vai falar que é ruim?".

"Eu tive uma adolescência bem tranquila, na verdade. Eu estava mais interessado em fazer balé, fazer teatro, pagar minhas contas. Eu já era gay, filho de mãe solteira, mexer com drogas não estava nos meus planos, eu sabia que isso poderia me derrubar a caminho da minha sobrevivência. Eu não fumei maconha, eu não bebi, não cheirei, não usei loló [lança-perfume]. Todas as minhas loucuras eu fiz de cara limpa", ressaltou.

O humorista falou ainda sobre a coragem necessária para pedir ajuda e se livrar dos vícios e afirmou estar saindo do armário em relação aos problemas com drogas: "É preciso coragem para pedir ajuda, é preciso ser humilde, é preciso quebrar o véu da ignorância que nos cerca. Ser um adicto não é o fim, pode ser o começo de uma vida nova".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE