Justiça

Xuxa processa vereador por calúnia após ser acusada de assediar menores

Xuxa solicitou condenação de Anderson Campos por calúnia, injúria e difamação. A ação corre no Cartório da 1ª Vara Criminal da Comarca de Nilópolis, no Rio

Victória Olímpio
postado em 07/07/2021 13:19
 (crédito: Xuxa Meneghel/Instagram/Reprodução)
(crédito: Xuxa Meneghel/Instagram/Reprodução)

Xuxa Meneghel registrou queixa-crime contra o vereador de Nilópolis, no Rio de Janeiro, Anderson Campos (Republicanos), após ser chamada de assediadora de menores de idade. Em declarações defendendo o presidente da República Jair Bolsonaro, Campos fez as acusações afirmando que Xuxa não teria direito de pedir o impeachment do presidente. O parlamentar questionou ainda o moral da apresentadora, já que ela teria feito filmes com menores de idade.

A ação corre no Cartório da 1ª Vara Criminal da Comarca de Nilópolis e Xuxa solicita a condenação do acusado por calúnia, injúria e difamação. De acordo com o UOL, a defesa e assessoria de Xuxa, os advogados Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso, através de uma nota oficial, disseram que Anderson disseminou um discurso de ódio:

"A liberdade de expressão não pode ser confundida com o direito de propagar o ódio e praticar crimes, por meio da disseminação de acusações graves e inverídicas contra as pessoas. O objetivo dessa ação é coibir o discurso de ódio e possibilitar a defesa de quem foi atacada e que, não fosse pelo Judiciário, ficaria impossibilitada de se proteger contra esse tipo de ataque hostil".

Em maio, Xuxa e outros artistas que integravam o Movimento vidas brasileiras protocolaram um pedido de impeachment de Bolsonaro na Câmara dos Deputados apontando negligências na gestão da pandemia de covid-19. Ela se pronunciou algumas vezes nas redes sociais pedindo a saída do político do cargo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE