Música

Gabriel O Pensador reflete sobre a pandemia em 'Patriota comunista'

A nova música fará parte do próximo álbum de Gabriel O Pensador. O clipe foi gravado no cemitério de Uberlândia e gerou polêmica

*Fernanda Gouveia
postado em 21/07/2021 19:34 / atualizado em 21/07/2021 19:36
No clipe, o artista encontra pessoas que morreram em decorrência da pandemia -  (crédito: Divulgação)
No clipe, o artista encontra pessoas que morreram em decorrência da pandemia - (crédito: Divulgação)

O rapper Gabriel O Pensador lançou a música Patriota comunista nesta quarta-feira (21/7) acompanhada de um clipe gravado no cemitério de Uberlândia. A produção ficou por conta do beatmaker Dree e do irmão de Gabriel, Thiago Mocotó. A canção possui a base no trap e traz uma citação da obra Fita amarela, de Noel Rosa. O novo lançamento estará presente no próximo álbum de inéditas do rapper, que não possui previsão de lançamento até o momento.

A composição de Patriota comunista representa um pesadelo de Gabriel O Pensador, em que ele está morto e se encontra com pessoas queridas que faleceram, como o próprio pai e o amigo Eduardo Galvão, além de pessoas que o artista admira, como Paulo Gustavo, acompanhado das várias vítimas
da pandemia.

Assim, o rapper constrói uma crítica à maneira como o governo brasileiro lida com a pandemia e às injustiças do país. "Nessa letra, é como se eu pudesse desabafar uma angústia que eu sinto, não apenas com os políticos, mas com a gente. É uma decepção profunda que eu tenho sentido com a nossa sociedade. Então, é um grito de desespero de querer ver se as pessoas podem abrir um pouco mais os olhos", diz Gabriel O Pensador em coletiva de imprensa.

Inteiramente gravado em um cemitério, o videoclipe mostra políticos brindando sobre as lápides com leques de dinheiro nas mãos. A direção é de Fabio Masson e Victor Barão. Confira:

Polêmica da gravação do clipe

O cenário do clipe de Patriota comunista virou polêmica após uma organizadora de eventos e moradora de Uberlândia denunciar a gravação do vídeo no Cemitério Parque dos Buritis. Ela afirmou que as memórias dos pais enterrados no local foram desrespeitadas e um vereador Antonio Augusto Queijinho (Cidadania) enviou ofício à Prefeitura para saber se houve autorização da gravação do clipe. O Cemitério Parque dos Buritis não se pronunciou.

Gabriel O Pensador comentou a polêmica, disse que respeita a todos e pede respeito à liberdade de expressão dele. A equipe do artista retirou algumas cenas do clipe e usou um efeito para borrar as lápides. "A intenção dessas poucas pessoas foi causar um tumulto, pelo o que eu entendi. Existe uma desavença na cidade e a primeira pessoa que fez a postagem queria incomodar. Não entendi como uma reação sincera de lamentação sobre os parentes que morreram e estavam enterrados ali. Pelo histórico dessa pessoa, que me contaram, parecia mesmo que tinha segundas intenções", declarou o rapper sobre a situação.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE