Brasil - Portugal

Nelson Motta é convidado na websérie Ponte Aérea: Portugal - Brasil

Além de Motta, os artistas portugueses Salvador Sobral e Cuca Roseta também comparecem ao programa para falar da conexão entre as músicas brasileira e portuguesa. Os episódios vão ao ar ao meio-dia, nas terças e quintas no YouTube

Correio Braziliense
postado em 09/08/2021 17:17
 (crédito: Nelson Motta )
(crédito: Nelson Motta )

Nesta semana, o canal de entrevistas Papo de Música vai contar com a participação de convidados especiais para a websérie Ponte Aérea: Portugal - Brasil, com patrocínio da União Brasileira de Compositores (UBC) e a Sociedade Portuguesa de Autores. Os episódios vão ao ar às terças e quintas-feiras, às 12h, no canal do Papo de Música e o canal da UBC (apenas os episódios de quinta).

Na terça-feira (10/08), o cantor popular português Salvador Sobral vai falar da admiração pela música brasileira de quando conheceu Caetano Veloso pessoalmente. No episódios de quinta-feira, os convidados são o jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical, teatrólogo e letrista brasileiro, Nelson Motta, e a cantor de fado portuguesa Cuca Roseta. Eles vão contar como se conheceram e também falarão sobre as semelhanças entre o fado e o samba.

“Há uma coisa que me cativava bastante de ser o Nelson a produzir meu disco, porque acho que existe muito entre o fado e o samba. Às vezes, quando digo isso, as pessoas não percebem bem. Porque no fado nós estamos nos queixando, mas com esperança. É uma tristeza profunda, mas com luz no fim do túnel, viver a tristeza com um sorriso na cara”, conta a artista, em nota.

"Muito do samba canção brasileiro, que é o samba mais lento, mais queixoso e melancólico, é o mesmo sangue do Fado. É uma barreira que nunca existiu. As pessoas inventaram isso por preconceito ou por burrice", pontuou Nelson, também em nota.

Idealizado e comandado pela jornalista Fabiane Pereira, o Papo de Música já entrevistou mais de 200 artistas, ao longo de quase três anos. O programa soma mais de dois milhões e meio de plays no YouTube.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE