No programa Roda Viva

Martinho da Vila critica Sérgio Camargo: "Preto de alma branca"

Em entrevista na televisão, Martinho da Vila falou ainda sobre a criação de uma nova fundação e agradeceu por ter o nome retirado do panteão das personalidades negras da fundação

Victória Olímpio
postado em 17/08/2021 10:36
 (crédito: TV Cultura/Reprodução)
(crédito: TV Cultura/Reprodução)

O cantor Martinho da Vila não mediu as palavras e criticou Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, o classificando como "preto de alma branca" durante entrevista no Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira (16/8).

"A Fundação Palmares era uma fundação criada para tratar dos assuntos da cultura negra, do negro no geral. Botaram aquele cara lá, o Camargo, bolsonarista radical. Ele é um preto de alma branca, como se diz. No duro, ele gostaria de ser branco. Ele acha que ele é branco. Ele se sente branco. E 'tem que acabar com essas coisas todas de preto'", criticou.

Martinho falou, ainda, sobre a criação de uma nova fundação, já que considera que essa não existe mais: "Ele está lá cumprindo seu papel, que é acabar com a Fundação Palmares. Pra mim, a Fundação Palmares não existe mais. Ele não tá exercendo função nenhuma."

O artista confirmou que acredita que a nova fundação precisa ser "da sociedade civil, sem ser governamental". Crítico, ele agradeceu por ter o nome retirado do panteão das personalidades negras da fundação: "Graças a Deus! Não quero ter meu nome ligado aquela organização, não".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE