Música

BIN lança segundo álbum da carreira com Ludmilla, Orochi e MC Cabelinho

O projeto vem um ano após lançamento do álbum "Para todas as mulheres que já rimei", com versos que vão do underground ao mainstream

Victória Olímpio
postado em 01/10/2021 16:31
 (crédito: JP Maia/Divulgação)
(crédito: JP Maia/Divulgação)

Em apenas um ano, o rapper BIN ganhou fama no cenário do rap nacional. Com versos que vão do underground ao mainstream, ele lançou o álbum Para todas as mulheres que já rimei em setembro de 2020 e ultrapassou a marca de 400 milhões de plays no Spotify.

Agora, o artista conta sobre as as próprias vivências e a ascensão que teve na carreira no novo EP Dono das esquinas. Com seis faixas e cinco parcerias, o projeto já está disponível em todas as plataformas digitais.

BIN já havia liberado duas prévias do novo projeto com o lançamento das faixas Rolex e Apê 1001 - a primeira com as participações de OIK e PL Quest e a segunda com a Ludmilla, sendo a música mais escutada da cantora no Spotify atualmente.

Inéditas 

Partindo para as inéditas, em Carro forte, o rapper escreve com MC Cabelinho sobre a realidade da favela e como é o sentimento de ter feito sucesso vindo da periferia. Em Todo tímido, com Orochi, que também trabalha o romance com frequência em suas músicas, ambos mostram um lado apaixonado e vulnerável. A Uva, com Borges, tem um beat mais rápido e nela os rappers rimam sobre ostentação, dinheiro e a vida de fama.

Rico igual 50 Cent é a única faixa solo de BIN neste EP. Nela, o artista aborda o racismo presente na sociedade e canta sobre como a ascensão financeira e social de um homem preto pode incomodar muita gente. Nesta faixa o rapper também rima sobre romance e sedução.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE