Religião

Marcos Mion conta que não podia exibir tatuagem de Nossa Senhora na Record

O apresentador, que tem a imagem do braço, contou que não tinha liberação da emissora, que é ligada a evangélicos

Victória Olímpio
postado em 04/10/2021 15:05 / atualizado em 04/10/2021 15:08
 (crédito: TV Globo/Reprodução)
(crédito: TV Globo/Reprodução)

O apresentador Marcos Mion explicou nas redes sociais o motivo de não poder exibir as tatuagens enquanto ainda estava na Record TV. "Um assunto reverberou aqui no Twitter mais do que deveria e faço questão de deixar alguns pontos bem explicados, afinal se tem uma coisa que sinto é gratidão pela Record e não quero que chegue neles uma faísca do Twitter criada por interpretações maldosas de um Tweet meu…", começou explicando.

"Minha saída nunca virou assunto porque o que sinto pela Record é uma gratidão sem fim e todas entrevistas que tentaram me pegar numa aspas que gerasse treta não conseguiram porque sempre faço o lado bom superar qualquer outra situação. É um exercício diário, em qualquer situação", continuou Mion.


Mion explicou que devido a empresa ser ligada a evangélicos, não poderia apresentar com camisetas que mostrassem a tatuagem de Nossa Senhora: "Agora, eu não poder usar camiseta por conta da Nossa Senhora que tenho no antebraço é um fato. Não tem amargura ou ingratidão da minha parte! Eu sempre aceitei e respeitei a decisão deles! É uma diretriz da empresa, assim como qualquer empresa tem suas crenças e pilares. Normal".

"O problema era meu que tinha que me desculpar toda noite com Nossa Mãezinha, pedindo para ela me entender.Que, apesar da minha devoção, eu amava meu trabalho, todas as pessoas e o que a gente criava lá. Eu citava Nossa Senhora por conta da minha crença e eles editavam por conta da crença deles. E tá tudo certo", desabafou.


Mion contou que se alegrou no último fim de semana ao poder usar uma camiseta que aparecesse a tatuagem: "Quando me vi esse sábado de camiseta e Nossa Senhora em 1º plano, me emocionei! Não critiquei a Record! Nunca. Isso foi faísca do Twitter. Apenas descrevi o quão legal era me ver com Santa Maria no braço! Fim".

"Pra terminar: eu estou muito feliz, a Record está muito feliz! Foi uma “separação” feliz no final das contas. As vidas seguem, portanto meus comentários hoje não tem mais a ver com a Record, nem a Record quer nada mais comigo então parem de agitar faísca em uma relação que é ótima!", finalizou.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE