Netflix

"Vips" de Round 6 foram inspirados em Donald Trump, diz criador da série

O seriado sul-coreano tornou-se o mais assistido da história da Netflix com 111 milhões de espectadores

Correio Braziliense
postado em 13/10/2021 17:58 / atualizado em 13/10/2021 18:08
 (crédito: MANDEL NGAN / AFP - Divulgação/Netflix)
(crédito: MANDEL NGAN / AFP - Divulgação/Netflix)

Quem já assistiu toda temporada de Round 6 pode ter se surpreendido com os Vips, personagens excêntricos que aparecem nos episódios finais da série. Eles são um grupo de homens brancos e endinheirados que financiam os jogos mortais e ainda apostam nos jogadores como se fossem apenas cavalos que disputam uma corrida.

A ideia para a criação dos personagens veio de uma polêmica figura política dos Estados Unidos. O criador de Round 6, Hwang Dong Hyuk, contou ao site IndieWire que o grupo teve inspiração em Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos. “É quase como se ele (Trump) estivesse comandando um game show, não um país, dando terror às pessoas”, disse.

Na última terça-feira (12/10), a Netflix anunciou que Round 6 tornou-se a série mais assistida de toda a história da plataforma, com 111 milhões de espectadores.

Mas Hwang Dong Hyuk teve que lutar muito para emplacar a história. O criador disse que começou a trabalhar no roteiro em 20008, que originalmente seria um filme. Mas desde então só havia recebido respostas negativas de todas as produtoras que procurou. O sul-coreano contou que a crise econômica global foi um dos fatores que ajudou o roteiro a ser aprovado em 2019 pela Netflix. “A premissa era muito bizarra. Mas, a medida que a desigualdade econômica piorou ao longo dos anos, o conceito de pessoas desesperadas dispostas a sacrificar suas vidas (e as vidas de outros concorrentes) pela chance de sair de um buraco financeiro começou a parecer menos incrédulo”, contou ao site IndieWire.

Round 6 estreou na Netflix em 17 de setembro deste ano. A série conta a história de 456 endividados que topam arriscar a vida em um jogo de sobrevivência baseado em brincadeiras infantis. No final, o sobrevivente leva para casa 45 bilhões de wons (moeda da Coreia do Sul), o equivalente a cerca de R$ 208 milhões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE