GASTRONOMIA

Projeto BH Plural destaca o papel de chefs LGBTQIA+ na cozinha da capital

Evento voltado para a diversidade na culinária terá a participação de Carol Pacheco, do Yanã Bar, e Gabi Andrade, do Las Chicas Vegan

Estado de Minas
postado em 10/11/2021 11:09
Carol Pacheco diz que ambiente machista entre os chefs começa a mudar -  (crédito: Ana Garcia/divulgação)
Carol Pacheco diz que ambiente machista entre os chefs começa a mudar - (crédito: Ana Garcia/divulgação)

A gastronomia praticada por chefs da comunidade LGBTQIA%2b ganha destaque no projeto “BH plural”. Realizado nesta quinta (10/11) e sexta-feira (11/11), o evento também destaca o talento de negros e negras na cozinha. O tema “Sabores diversos” remete à culinária promotora da diversidade. A agenda tem debates, webinários e shows.

Referência entre estabelecimentos voltados para a temática do evento, o restaurante Las Chicas Vegan, no Edifício Maletta, é comandado por Gabi Andrade. Ela participa de conversa sobre a presença de mulheres em espaços culturais e gastronômicos, mediada por Mariana Castro, da Casa Socialista, e Carol Pacheco, do Yanã Bar.

Las Chicas é focado na gastronomia, mas sempre promoveu discussões sobre feminismo, transexualidade e temas ligados à população LGBTQIA , diz a proprietária. Gabi revela que procura dar preferência a produtores e fornecedores LGBTQIA , como os fundadores da Pão Furtini, o padeiro Rodrigo e seu sócio Marivan Pereira.

Carol Pacheco destaca a importância do “BH plural” por destacar a diversidade no mundo da gastronomia. “Quem há muitos anos leva as estrelas são os grandes chefs. Quem está à frente de grandes restaurantes são os homens. Pouco a pouco, a gente vê esse cenário começando a mudar, e as mulheres conseguem conquistar espaço de destaque, seja na cozinha seja na gestão de um restaurante”, afirma. E aponta uma contradição: historicamente, as mulheres sempre cuidaram da alimentação.

BH PLURAL

Quinta-feira (10/11), das 11h às 16h; sexta (11/11), das 15h às 20h. Programação completa no canal Favo Cultural no YouTube e no Instagram.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE