Dia da Consciência Negra

Festival São Batuque celebra a importância do Dia da Consciência Negra

Via YouTube, os quatro episódios do Festival São Batuque serão transmitidos gratuitamente deste sábado (20/11) até 23 de novembro, sempre a partir das 19h

Correio Braziliense
postado em 19/11/2021 11:22 / atualizado em 19/11/2021 17:41
Cantora brasiliense Ellen Oléria -  (crédito: Renata Rangel/Divulgação)
Cantora brasiliense Ellen Oléria - (crédito: Renata Rangel/Divulgação)

Ocupando territórios afetivos e de resistência das culturas tradicionais afro-brasileiras desde 2007, o festival São Batuque tem início neste sábado (20/11), Dia da Consciência Negra. Transmitido via YouTube, o evento será composto por quatro episódios de diferentes temáticas, com a participação de representantes de variados segmentos da arte negra brasileira. O festival vai até 23 de novembro, sempre a partir das 19h.

O projeto, que celebra as culturas populares de matrizes indígenas e africanas, busca, como tradição, homenagear divindades todos os anos. Nesta edição, será a vez de Omulu, Orixá da cura, e de Oxum, a deusa das águas doces e do amor. Os episódios do festival foram registrados em espaços de extrema importância para a cultura, como Ilê Axé Oyá Bagan, no Distrito Federal, Ilê Asè Egi Omim, no Rio de Janeiro, e Casa do Benin e Ilê Asè Omi Ola, na Bahia.

O primeiro episódio, Tela e tradição, contará com um diálogo sobre cinema com Vitor Hugo e Larissa Fulana de Tal. Já a música ficará por conta de Ellen Oléria e Gabi Guedes. No capítulo Sabores e saberes, um bate-papo sobre gastronomia será ministrado por Atauan e Jorge Washington, enquanto a trilha sonora fica por conta de Renata Jambeiro e Arifan Jr. Em Movimento e sentimento, haverá uma conversa sobre dança com Tainara Cerqueira e Naná Viana, ao som de Lazir Sinval e Larissa Umaitá. Por fim, Tico Magalhães e Mãe Baiana terão um diálogo sobre literatura no episódio Prosa e poesia. Na música, Mestre Gilvan e Marcus Moraes.

Festival São Batuque

Via YouTube. De 20 a 23 de novembro, a partir das 19h. Gratuito.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE