Festival

Festival Varilux de Cinema Francês 2021 traz importantes produções a Brasília

Festival acontece em diferentes cidades brasileiras. No DF, Cinemark Pier 21, Liberty Mall, Espaço Itaú exibem filmes que retratam as mais diferentes tramas francesas

Ricardo Daehn
postado em 26/11/2021 06:00
Cena do filme Um conto de amor e desejo -  (crédito: Bonfilm/Divulgação)
Cena do filme Um conto de amor e desejo - (crédito: Bonfilm/Divulgação)

Até dia 8 de dezembro, com direito a 134 sessões de filmes, três complexos de exibição da capital receberão o Festival Varilux de Cinema Francês 2021. Depois de duas participações no Festival de Cannes (com Alyah e Os anarquistas), o diretor Elie Wajeman dá a largada na programação de hoje, no Liberty Mall, que apresentará Madrugada em Paris (às 14h), estrelado por Vincent Macaigne e Pio Marmai, e que revela uma noite decisiva para um médico em crises matrimonial e profissional. Também com exibição hoje (às 15h55), no Liberty Mall, Caixa preta (de Yann Gozlan) tem a presença do veterano André Dussolier e reconstitui as investigações de um acidente aéreo em voo de Dubai para Paris.

Um conto de amor e desejo, previsto para o domingo (às 18h25), no Liberty Mall, é estrelado por Sami Outalbali (da série Sex education) e tem como diretora Leila Bouzid, que assina o segundo longa. Na trama, Sami interpreta Ahmed, um rapaz de origem humilde que se apaixona por Farah (Zbeida Belhajamour).

Também integrado ao circuito do Varilux 2021, o Espaço Itaú de Cinema traz, na programação de hoje, Adeus, idiotas (às 18h45), comédia assinada por Albert Dupontel, que também está no elenco da fita estrelada por Virginie Efira. Na trama do longa vencedor de seis prêmios César (o mais importante da França), entre 12 troféus disputados, há o empenho de uma adoecida quarentona que pretende rever a criança deixada para trás.

Outro destaque está no longa Arthur Rambo, ódio nas redes (hoje, às 16h50), conduzido por Laurent Cantet, o vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, pelo clássico Entre os muros da escola. Com o novo filme, está em xeque o desmascarar de Karim D., um aspirante a escritor que adota pseudônimo para sabotar e empreender embates, ao explorar o contato com as redes sociais.

Amanhã, às 16h20, com Enquanto vivo, também no Itaú, é a vez de um filme dramático assinado pela atriz e diretora Emmanuelle Bercot (melhor atriz no Festival de Cannes, em 2016, por Meu rei). Estrelado por Catherine Deneuve e Benoît Magimel, o longa mostra uma mãe acostumando-se à despedida do filho doente, num espaço de tempo marcado por várias estações.

Um intruso no porão (hoje, às 18h45) e Mentes extraordinárias (amanhã, às 18h45) serão as atrações do Cinemark Pier 21, que tem menos opções de horários, num comparativo de outros circuitos do Festival Varilux.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE