Exposição

Exposição busca transmitir poesias do dia a dia por meio da fotografia

A mostra homenageia Walter Firmo, que tem cores vivas como marca registrada de seus registros e estava na abertura da exposição

Ândrea Malcher*
postado em 15/04/2022 06:00
 (crédito:  Endora Barboza/Divulgação)
(crédito: Endora Barboza/Divulgação)

Até 24 de abril, o diretório Fotografia Documental de Família Brasil (FDF Brasil) apresenta a exposição virtual Cores do Cotidiano, que busca transmitir ao espectador as poesias do dia a dia em imagens capturadas por diversos fotógrafos. Quem acessa a galeria virtual, é recebido pela voz de Caetano Veloso cantando Trem das cores.

Representando a capital, a carioca e moradora de Brasília, Endora Barboza expõe Ananda, o retrato de uma garotinha em meio a um azul e verde predominante. O Correio conversou com a fotógrafa, que desde 2015 registra famílias.

"Ananda faz parte de uma família muito querida, de quem faço registros frequentes, desde quando cheguei em Brasília, em 2016. Ela é a filha caçula do casal Ximena e Marcos. Eles são proprietários de uma Comunidade que Sustenta Agricultura, Educação e Saúde (CSAES), então moram numa chácara espaçosa e verde, criam seus filhos de uma forma livre e lúdica, o que me encanta! Sempre saio de lá com imagens muito reais do seu dia a dia, e ao mesmo tempo, cheias de poesia", elogia.

Segundo a sinopse da exibição, as cores do cotidiano são traduzidas como as emoções da vida diária. A mostra homenageia Walter Firmo, que tem cores vivas como marca registrada de seus registros e estava na abertura da exposição (disponível no canal oficial da FDF Brasil no YouTube). Firmo produziu memoráveis retratos de ícones como Pixinguinha, Dona Ivone Lara e Cartola. Endora destaca como sua produção é contemplada pelos temas levantados.

"O Walter é conhecido como 'mestre da cor', acho que esse é um elemento muito forte não só na minha fotografia selecionada, mas também em todo meu trabalho. Minha leitura de mundo é feita pelos sentimentos e sensações que as cores me causam", reflete.

Além de Endora, outros 22 fotógrafos de diversos cantos do Brasil podem ser conferidos nas 27 imagens dispostas na galeria virtual 3D do FDF Brasil. "Imagino que a curadoria deve ter sido dificílima! Foram mais de 300 envios! As imagens conversam entre si, foi muito emocionante assisti-las juntas. Todas me tocaram demais", finaliza a fotógrafa.

Serviço

Cores do cotidiano, até 24 de abril, no portal fdfbrasil.com.br

 *Estagiária sob a supervisão de Severino Francisco

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE