Jô Soares

Relembre 5 personagens marcantes de Jô Soares na TV; veja fotos

'O Reizinho', 'Capitão Gay', 'Zezinho', 'Vovó Nana' e 'Coronel Pantoja' são alguns das dezenas de personagens de sucesso de Jô Soares

Correio Braziliense
postado em 05/08/2022 12:42 / atualizado em 05/08/2022 12:46
 Crédito: Arquivo CB/Divulgação. Apresentador Jô Soares, durante cena do seu programa Viva o Gordo.        Caption  -  (crédito:  Arquivo CB/Divulgação)
Crédito: Arquivo CB/Divulgação. Apresentador Jô Soares, durante cena do seu programa Viva o Gordo. Caption - (crédito: Arquivo CB/Divulgação)

O ator, humorista, apresentador e escritor Jô Soares, que morreu aos 84 anos na madrugada desta sexta-feira (5/8), colecionou diversos personagens que marcaram os quase 60 anos em que atuou na televisão.

Entre os principais, pode-se destacar exemplos como O Reizinho, um monarca indeciso que contava com a ajuda da corte para as decisões do reino. Atuando de joelhos, o sucesso do personagem fez com que 'Sois reis, sois reis' virasse um bordão no país.

também criou o super-herói Capitão Gay, que defendia os fracos e oprimidos, e fez com que o jingle do astro ficasse nas mentes dos telespectadores: 'Ele é o defensor das minorias/ E é sempre contra as tiranias/ É um avião, um passarinho sem rabicho?/ Ou se parece mais com outro bicho?/ É o Capitão gay/ Gay, gay/ Capitão Gay'.

  • Jô Soares caracterizado como 'Vovó Nana' Acervo Grupo Globo
  • Jô Soares e Chico Anysio caracterizados como Coronel Pantoja e Coronel Bezerra Acervo Grupo Globo
  • Jô Soares (Zezinho) e Magda Cotrofe em 'Viva o Gordo' Acervo Grupo Globo
  • Jô Soares como O Reizinho Arquivo CB/Divulgação
  • Jô Soares como Capitão Gay CEDOC/ TV Globo

Com Zezinho, o telespectador que aparecia no fim de cada edição debochando do programa, ele conseguiu antecipar uma tendência atual do humor feita por Marcelo Adnet, Tatá Werneck e Fábio Porchat em Tá no ar: A TV na TV, da Globo, e Tudo pela audiência, no Multishow, que é a televisão rindo de si.

Com Vovó Nana, uma velha corcunda e meio surda que sonhava com uma vaga na televisão, Jô abordou o etarismo ao sugerir uma personagem idosa como destaque TV.

E Coronel Pantoja, um fazendeiro do interior que odiava o vizinho Coronel Bezerra, interpretado por Chico Anysio, mas fingiam ser vizinhos cordiais durante conversas na varanda.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE