NULL
OBITUÁRIO

Morre James Kottak, ex-baterista do Scorpions, aos 61 anos

A causa da morte não foi divulgada; baterista integrou a banda por 20 anos até ser demitido em 2016, segundo o New York Post, por alcoolismo

Morre James Kottak, ex-baterista do Scorpions, aos 61 anos -  (crédito: Marc Theis)
Morre James Kottak, ex-baterista do Scorpions, aos 61 anos - (crédito: Marc Theis)
postado em 10/01/2024 23:23

Morreu nesta terça-feira, 9, aos 61 anos, o baterista James Kottak, ex-integrante da banda Scorpions. A informação foi confirmada pelo perfil oficial do grupo, hoje composto por Pawel Maciwoda, Rudolf Schenker, Klaus Meine, Matthias Jabs e Mikkey Dee, no Instagram. A causa da morte não foi divulgada.

"James era um ser humano maravilhoso, um grande músico e um homem de família amoroso", escreveu a banda. "Ele era o nosso 'irmão de outra mãe' e sentiremos muito a sua falta."

O baterista integrou a banda por 20 anos até ser demitido em 2016, segundo o New York Post, por alcoolismo. James também ficou conhecido por integrar a banda Kingdom Come.

Após a saída da banda, o músico começou a ter posições politicamente conservadoras. Em 2019, James declarou que iria lançar uma música chamada Get Out of My Country (Saia do meu país, em tradução livre) sobre imigrantes.

Em 2014, o baterista chegou a ser preso por insultar o Islã, mostrar o dedo do meio e estar sob efeito de álcool em um aeroporto em Dubai, conforme a Billboard. O músico ainda teria xingado muçulmanos e tapado o nariz ao ver passageiros paquistaneses e afegãos.

À época, James admitiu ter bebido, mas negou ter proferido os insultos. "Não há nenhuma chance de eu ter dito a frase sobre os muçulmanos, estando bêbado ou não", declarou.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

-->