Música

Bala desejo traz a nova canção popular brasileira à Corina Cervejaria

A banda de Zé Ibarra, Lucas Nunes, Dora Morelenbaum e Julia Mestre.faz show na Corina nesta sexta (2/;2), a partir das 23h

 Banda Bala Desejo: entrada no circuito internacional -  (crédito:  Elisa Maciel/Divulgação)
Banda Bala Desejo: entrada no circuito internacional - (crédito: Elisa Maciel/Divulgação)
postado em 02/02/2024 06:25 / atualizado em 02/02/2024 06:25

Destaque da nova cena musical carioca, a banda Bala Desejo cumpre entre este mês e março uma série de apresentações por várias capitais brasileiras. A turnê tem início nesta sexta-feira (2/2) em Brasília, na Corina Cervejaria que, às 23h, recebe o show protagonizado por Zé Ibarra, Lucas Nunes, Dora Morelenbaum e Julia Mestre.

O grupo que, recentemente, levou seu trabalho a países da Europa e ao Japão, aproveita a excursão para celebrar a conquista do Grammy Latino na categoria de melhor álbum pop em português.

"Acredito que fizemos um arco lindo desde o nascimento do Bala. Agora, a gente precisa celebrar e agradecer por ter vivido isso tudo", ressalta Dora. "Estive me apresentando em Brasília na Infinu e tive calorosa acolhida, o que e me deixou com mais vontade de voltar; ainda mais com esse show, pela primeira vez com a banda", acrescenta.

Júlia conta que vai ser a terceira vez dela em Brasília. "A primeira foi com o Bala Desejo, no Festival Coma; e a segunda foi com meu trabalho solo na Infinu. Agora, volto com a banda. Será nossa primeira cidade da lista turnê e por ser uma estreia, já deixa tudo mais emocionante."

"No show, o grupo vai mostrar canções do álbum o Sim, sim, sim, lançado no segundo semestre de 2022, entre as quais Baile de máscara, Clama floresta, Dourado dourado, Lua Comanche e Passarinho, além de versões nossas para O vento (Dorival Caymmi), Chocolate (Tim Maia) e Frevo Mulher (Zé Ramalho)", adianta Zé Ibarra.

De acordo com o cantor, compositor, violonista e pianista, após a turnê, o Bala Desejo irá interromper as atividades temporariamente. "Cada um de nós irá se dedicar a projetos individuais." Ele aproveitou para destacar o período em que esteve ao lado de Milton Nascimento durante as turnês dos 50 anos do Clube da Esquina e do Última sessão de música. "Trabalhar com o Milton me trouxe muito aprendizado e experiência de palco. Sou extremamente grato a ele."

 


Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
-->