Dinheiro

Bilionários: brasileiros de 25 e 26 anos entram pra lista da Forbes 2022

Pedro Franceschi e Henrique Dubugras são cofundadores da empresa de cartões de crédito corporativos Brex e figuram ao lado de nomes como Rihanna, e de fundadores de empresas como a Shein, Canva e Onlyfans

Jéssica Gotlib
postado em 05/04/2022 20:48 / atualizado em 05/04/2022 23:14
Pedro Franceschi, de 25 anos, e Henrique Dubugras, de 26 anos (US$ 1,5 bilhão cada), são os dois novos bilionários mais jovens da lista -  (crédito: Brex/Forbes/Reprodução)
Pedro Franceschi, de 25 anos, e Henrique Dubugras, de 26 anos (US$ 1,5 bilhão cada), são os dois novos bilionários mais jovens da lista - (crédito: Brex/Forbes/Reprodução)

Dois brasileiros entraram para a tradicional lista de bilionários da revista norte-americana Forbes. Pedro Franceschi, de 25 anos, e Henrique Dubugras, 26, são donos e co-fundadores da empresa Brex, de cartões de crédito corporativos. Eles fazem parte dos 236 novos bilionários de 2022, divulgados nesta terça-feira (5/4). A dupla aparece ao lado de nomes como a cantora e empresária Rihanna e a ex-mulher de Bill Gates, Melinda Gates.

Os brasileiros têm uma fortuna de US$ 1,5 bilhão cada, aproximadamente R$ 7 bilhões. Fundada em 2017, a Brex tem produtos financeiros voltados para sturtups, como um cartão corporativo e um programa de pontos. Em janeiro deste ano, a empresa chegou a valer US$ 12,3 bilhões, colocando os dois jovens brasileiros entre os mais ricos do mundo.

Rihanna, donos do Canva, Onlyfans e Shein também entram na lista

Embora mais de 200 pessoas tenham entrado no famoso ranking, outras 87 saíram e houve uma queda total de US$ 400 bilhões na fortuna somada dos bilionários. Esse é um resultado considerado ruim, quando comparado aos dados de 2021. Entretanto, muitos nomes conhecidos do público foram parar entre os mais ricos.

Um deles é a cantora Rihanna, de 34 anos, cujo patrimônio é estimado em US$ 1,7 bilhão, ou R$ 7,8 bilhões. Além de diva pop, a estrela da música tem participações na linha de cosméticos Fenty Beauty e na marca de roupas íntimas Savage X Fenty. Essas empresas ajudaram a torná-la a primeira pessoa bilionária de Barbados.

Entre os países, a China comanda a lista de novos bilionários, sobretudo com as gigantes da tecnologia. São 62 nomes chineses, como o fundador da varejista Shein, Chris Xu, de 52 anos, com uma fortuna estimada em US$ 5,4 bilhões, aproximadamente R$ 25 bilhões.

Provando que o setor de Tecnologia de Informação é o mais lucrativo do momento, o professor de engenharia Tang Xiao’ou, de 54 anos, também está no ranking. A empresa dele, SenseTime, rendeu um patrimônio de US$ 5,7 bilhões (R$ 26,3 bilhões).

O segundo país com mais novos bilionários é os Estados Unidos, com 50 recém chegados, seguido pela Índia, com 29. Há ainda representantes de empresas bastante conhecidas do público na internet, como Melanie Perkins, de 34 anos, cofundadora e CEO do aplicativo de design gráfico Canva, avaliado em US$ 40 bilhões (R$ 184,6 bilhões).

Dono do OnlyFans (US$ 1,2 bilhão, R$ 5,5 bilhões), o ucraniano Leonid Radvinsky comemorou o seu investimento mais lucrativo na pornografia com a plataforma fundada em 2016. Os cofundadores do mercado NFT OpenSea, Devin Finzer, de 31 anos, e Alex Atallah, de 30 anos (US$ 2,2 bilhões cada; R$ 10,1 bilhões) também se tornaram bilionários.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE