Candangão

Gama x Brasiliense: 10 motivos para ver o duelo de hoje pelo Candangão

Razões para não perder o clássico, as prováveis escalações e como assistir ao principal duelo da quinta rodada no Bezerrão ou da poltrona por streaming

74º clássico candango entre Gama e Brasiliense acontece nesta quarta (7/2), às 20h30, no Bezerrão -  (crédito: Foto: Vitor Silva/Botafogo. Arte: Arthur Ribeiro/CB Press)
74º clássico candango entre Gama e Brasiliense acontece nesta quarta (7/2), às 20h30, no Bezerrão - (crédito: Foto: Vitor Silva/Botafogo. Arte: Arthur Ribeiro/CB Press)
postado em 07/02/2024 17:06 / atualizado em 07/02/2024 17:10

Em semana pré-carnaval, Gama e Brasiliense colocam os blocos verde e amarelo na avenida, ou melhor, no gramado de uma tradicional passarela do futebol candango. O Bezerrão é o palco do desfile dos dois principais clubes do Distrito Federal nesta quarta-feira, às 20h30, pela quinta rodada do Candangão.

A bola pune. Ao mau comportamento também. Devido a atos de violência em série, o clássico será disputado com torcida única no segundo estádio mais moderno da cidade. Fora do mapa do duelo desde 2020 devido ao fechamento para abrigar um hospital de campanha no campo, a arena volta a receber a partida depois de três anos e meio.

A seguir, o Correio Brasiliense apresenta 10 motivos para os apaixonados pelo futebol candango não perderem o capítulo 74 do clássico disputado pela primeira vez em 2001.

Filho único

O Gama só disputa o Candangão nesta temporada. Portanto, se um dos rivais não avançar às semifinais do torneio doméstico, este será o único clássico em 2024. Para quem acha exagero, vale lembrar que foi assim no ano passado. O Brasiliense venceu o único dérbi de 2023 por 2 x 1, no Estádio Serejão, em Taguatinga.

Velho palco

Gama e Brasiliense volta a se enfrentar no Bezerrão depois de quase quatro anos. O último duelo na casa alviverde foi em 26 de setembro de 2020 pela fase de classificação da Série D do Brasileirão. O campo de jogo da arena trocou jogos pela salvação de vidas e recebeu hospital de campanha na pandemia.

Respeitável público

Dono da casa, o Gama tem disparado a melhor média do Campeonato Candango até o momento. o recordista de títulos do Distrito Federal arrastou 4.277 pagantes por jogo em casa. Segundo colocado, o Capital fica bem abaixo com 1.983. Impedido de receber plateia na Boca do Jacaré, o Brasiliense não entra no ranking.

Tabu

O Gama não perde para o Brasiliense como mandante, no Bezerrão, desde 18 de abril de 2015 em jogo válido pelo Candangão. Luiz Cláudio fez o gol do triunfo amarelo. Desde então, houve um empate e duas vitórias do Gama no palco da partida desta noite.

Torcida única

O Gama é o mandante. Portanto, em tese, a partida só terá fãs do time alviverde no Estádio Bezerrão. Um das alternativas para os seguidores do Brasiliense e acompanhar a partida por streaming no canal da Federação de Futebol do Distrito Federal. A PMDF não deu garantia de segurança para a presença das duas torcidas.

G-4

O Gama ocupa a terceira colocação com nove pontos e está na zona de classificação para as semifinais. O Brasiliense tem sete. É o primeiro time fora do G-4. Pontanto, o duelo vale a permanência alviverde entre os melhores ou o acesso amarelo à zona de classificação para a segunda fase da competição doméstica.

Revanche

O técnico do Gama, Cícero Júnior, eliminou o Brasiliense da Série D no mata-mata da temporada passada e frustrou o sonho amarelo de avançar na quarta divisão. O treinador comandava o Athletic de São João del-Rey à época.

Lei do ex

De volta ao futebol candango, o centroavante Nunes é um dos símbolos do clássico. Aos 42 anos, tem no currículo um título pelo Brasiliense (2017) e dois vestindo a camisa do Gama (2019 e 2020), o time do coração. O Brasiliense conta, por exemplo, com o meia Tarta, outro velho conhecido da torcida do Gama.

Marca centenária

O Brasiliense acumula 98 gols marcados em 73 clássicos contra o Gama. Portanto, se o visitante balançar a rede duas vezes nesta quarta-feira, no Bezerrão, alcançarão o status de 100 bolas na rede em duelos contra o maior adversário.

Maiores campeões

Trata-se de um duelo entre os dois clubes mais vitoriosos do Campeonato do Distrito Federal. O Gama é o recordista com 13 troféus no torneio da capital do país, mas o Brasiliese vem crescendo no tetrovisor alviverde. Fundado em 2000, time empilha 11 conquistas a contar de 2001, quando estreou na primeira divisão.

FICHA TÉCNICA

GAMA (4-4-2)
Renan Rinaldi; Cesinha, Pedro Romano, Wellington Silva e PH; Adenilson, William Kaefer, Gui Mendes e Dieguinho; Ramon e Nunes. Técnico: Cícero Júnior

BRASILIENSE (4-3-3)
Ravel; Netinho, Gustavo Henrique, Igor Morais e Romário; Aldo, Tarta e Lila; Tobinha, Joãozinho e Alan Dias. Técnico: Luís dos Reis

Competição: Candangão, 5ª rodada

Horário: 20h30

Estádio: Bezerrão, no Gama

Árbitro: Marcello Rudá

Ingressos (torcida única do Gama): R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada) – Setores Leste, Sul e Norte. R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada) – Setor Oeste.

Transmissão online: YouTube da FFDF

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação