ANGÚSTIA

Vídeo: no telhado, crianças pulam vão de prédio de 27 andares sem proteção

Imagens viralizaram nas redes sociais e causaram angústia geral. A "brincadeira" é feita sem nenhuma proteção e os meninos correm risco iminente de morte

Talita de Souza
postado em 03/11/2021 18:48
Um registro feito na província chinesa de Hubei de duas crianças brincando no telhado de um prédio de 27 andares tem dado calafrios a quem assiste -  (crédito: South China Morning Post/Reprodução)
Um registro feito na província chinesa de Hubei de duas crianças brincando no telhado de um prédio de 27 andares tem dado calafrios a quem assiste - (crédito: South China Morning Post/Reprodução)

Um registro feito na província chinesa de Hubei tem dado calafrios a quem assiste. O vídeo mostra duas crianças na borda do telhado de um prédio de 27 andares e uma delas pula, várias vezes, sobre um vão entre duas partes do edifício. A “brincadeira” é feita sem nenhuma proteção e os meninos correm risco iminente de morte. Veja o momento:

O vídeo viralizou no Twitter e trouxe angústia para os usuários. O artista Esteban Tavares foi quem compartilhou o registro na rede com a legenda “imagens anticoncepcionais”, ao dizer que a capacidade de crianças de fazerem algo tão perigoso induz ele a não querer ter filhos.

Os usuários compartilharam o sentimento. “Meu Deus do céu, esse vídeo me adoeceu”, disse o engenheiro civil Leví Kaíque. “MANO POR DEUS O MAIOR NÃO PARA DE PULAR. Para de pular criança! Jeová Senhor Cristo Amado”, diz outro usuário. “Nossa esse vídeo ressecou meu cabelo, quebrou minhas unhas, me deixou com olheira”, desabafou outro perfil.

No entanto, felizmente, o caso teve um final bom. De acordo com o jornal chinês South China Morning Post, a pessoa que filmava a situação imediatamente entrou em contato com o zelador do prédio dos meninos e logo uma equipe foi socorrer os meninos e os tirou do local em segurança.

O telhado do prédio não tem acesso liberado para os moradores, no entanto, após o episódio com as crianças, os funcionários do edifício perceberam que a tranca da porta que impedia o acesso ao local foi danificada. Por isso, os dois “aventureiros” conseguiram chegar ao local. De acordo com a administração do prédio, a tranca já foi reparada e os meninos sofreram uma sanção.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE