Penalidade

Homem é condenado à morte por contrabandear Round 6 para a Coreia do Norte

Quem comprou o arquivo foi sentenciado a prisão perpétua, outros seis estudantes que assistiram a série foram sentenciados a cinco anos de trabalhos forçados

Correio Braziliense
postado em 25/11/2021 15:04
 (crédito:  Divulgação)
(crédito: Divulgação)

Um homem foi condenado à morte na Coreia do Norte por vender cópias piratas da série sul-coreana Round 6, que se tornou a mais vista da história da Netflix.

De acordo com Radio Free Asia, o homem contrabandeou a série da China. As autoridades locais descobriram o crime quando flagraram estudantes assistindo a série. Quem comprou o arquivo foi sentenciado a prisão perpétua, outros seis estudantes que assistiram a série foram sentenciados a cinco anos de trabalhos forçados.

A Coreia do Norte considera crime, desde o ano passado, vê, portar ou distribuir conteúdos da mídia capitalista, principalmente da Coreia do Sul e dos Estados Unidos. Chamada de “Eliminação do Pensamento e Cultura Reacionários”, a lei cria uma lista de atividades ilegais.

A pena para quem é pego consumindo algum desses conteúdos é de cinco a 15 anos. Já para quem distribui o conteúdo, pode ser prisão perpétua ou morte. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE