Política Internacional

Biden considera novas sanções contra Rússia após morte de Alexei Navalny

O presidente dos EUA responsabilizou diretamente o presidente russo, Vladimir Putin, e os seus "bandidos" pela morte do opositor

 joe biden
 -  (crédito: Jim WATSON / AFP)
joe biden - (crédito: Jim WATSON / AFP)
postado em 20/02/2024 04:00

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está considerando novas medidas contra a Rússia após a morte do líder da oposição Alexei Navalny. "Já existem sanções, mas estamos considerando sanções adicionais, sim", disse Biden, que responsabilizou diretamente o presidente russo, Vladimir Putin, e os seus "bandidos" pela morte do opositor.

Por sua vez, Donald Trump, favorito nas primárias republicanas para as presidenciais de novembro, pôs fim ao seu silêncio sobre a morte de Navalny com uma declaração que evitou criticar o Kremlin. Ao invés disso, descreveu o ocorrido como um sinal do colapso dos Estados Unidos.

Em uma mensagem em sua rede Truth Social, o ex-mandatário disse que "a morte repentina" de Navalny o deixou "cada vez mais consciente sobre o que está acontecendo" nos EUA, que ele classificou de "nação em decadência".

"É um processo lento e constante, com políticos, promotores e juízes corruptos e de esquerda radical que nos levam ao caminho da destruição", afirmou o antecessor de Biden.

No fim de semana, o silêncio inicial de Trump sobre a morte de Navalny suscitou críticas de sua principal concorrente pela indicação republicana, a ex-embaixadora na ONU Nikki Haley.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação