CPI da Covid

CPI da Covid aprova convocação de ministro da CGU, Wagner Rosário

Requerimento teve voto contrário do senador governista Marcos Rogério (DEM-RO), que alegou que o requerimento não estava na pauta da última quarta-feira (9/6)

Sarah Teófilo
postado em 10/06/2021 15:35
Bolsonaro ao lado do ministro da CGU, Wagner Rosário, durante uma live  -  (crédito: Facebook/ reprodução )
Bolsonaro ao lado do ministro da CGU, Wagner Rosário, durante uma live - (crédito: Facebook/ reprodução )

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19 do Senado aprovou nesta quinta-feira (10/6) a convocação do ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, para depor na comissão. O pedido partiu do senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que se diz independente, apesar de defender as visões e posturas do governo federal durante as sessões.

O requerimento teve voto contrário do senador governista Marcos Rogério (DEM-RO), que alegou que o requerimento não estava na pauta da última quarta-feira (9). Na justificativa do pedido, aponta-se que nos documentos enviados para a CPI pela CGU constam dados completos de 53 Operações Especiais integradas que envolvem recursos federais destinados à pandemia entre março de 2020 e abril de 2021. No total, as operações investigaram o montante de R$ 1,6 bilhão.

“O prejuízo efetivo apurado até agora atingiu quase R$ 39,2 milhões e o prejuízo potencial é de R$ 124,8 milhões (que decorre dos desdobramentos que afetam outros contratos e o aprofundamento da investigação). Assim, o prejuízo total pode alcançar R$ 164 milhões”, informa o requerimento.

A CPI também aprovou convites para o presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Fernando Zasso Pigatto, e de um representante do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE