Contágio

Diagnosticado com covid-19, Eduardo Bolsonaro diz estar fazendo tratamento

Filho 03 do presidente questionou o passaporte sanitário de vacinação e disse que há estudos questionando eficácia de imunizante. Ele não revelou, contudo, as substâncias usadas em seu no tratamento

Raphael Felice
postado em 24/09/2021 16:06 / atualizado em 24/09/2021 17:50
 (crédito: Reprodução/redes sociais)
(crédito: Reprodução/redes sociais)

Diagnosticado com covid-19, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), afirmou nas redes sociais nesta sexta-feira (24/9) iniciou um “tratamento”. O filho do presidente Jair Bolsonaro frisou que não considera a vacina “inútil”, mas questionou sua eficácia e posicionou-se contra o passaporte sanitário de vacinação. Vale destacar que não existe tratamento precoce contra o coronavírus.

“Sabemos que as vacinas foram feitas mais rápidas do que o padrão. Tomei a 1ª dose de Pfizer e contraí COVID. Isso significa que a vacina é inútil? Não creio. Mas é mais um argumento contra o passaporte sanitário. Estudos sobre efeitos colaterais e eficácia estão ocorrendo agora”

Em um print que acompanhou a publicação e publicação seguinte, o filho do presidente afirmou que está se sentindo bem e disse que iniciou o tratamento imediatamente, mas não disse as substâncias que utilizou.

Defesa do tratamento precoce

Em participação na 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas, o presidente Jair Bolsonaro — chefe de Estado responsável pela abertura do evento — discursou a favor do tratamento precoce. A declaração virou motivo de críticas em outras comitivas, no Brasil e também na imprensa internacional.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE