CPI da Covid

Omar Aziz e Renan Calheiros mandam duro recado a Luciano Hang

Na abertura da CPI da COVID, nesta quinta-feira, os dois senadores falam em indiciamento e Justiça para tratar 'sorrisos e pirotecnia" de Hang

Estado de Minas
postado em 30/09/2021 12:42 / atualizado em 30/09/2021 12:45
 (crédito: Leopoldo Silva/Agência Senado)
(crédito: Leopoldo Silva/Agência Senado)

Os senadores Omar Aziz (PSD/AM) e Renan Calheiros (MDB/AL) iniciaram a participação na reunião da CPI da COVID, na manhã desta quinta-feira (30/09), mandando um recado ao empresário Luciano Hang.

Nesta quarta-feira (29/9), Hang deixou senadores atônitos com declarações negacionistas ao promover o próprio negócio privado e o governo do presidente Jair Bolsonaro, durante sessão tumultuada no Senado.

O primeiro a falar foi Aziz, presidente da CPI. Ele criticou o que classificou de "sorrisos e pirotecnias" de Hang. " A Justiça irá tomar conta do sorriso, da pirotecnia", afirmou o senador.

Na sequência, o senador Renan Calheiros, relator da CPI, adiantou que Hang constará em seu relatório na condição de "indiciado em vários crimes".

O senador Marcos Rogério (DEM/RO), da tropa de choque bolsonarista, retrucou ambos os senadores. De acordo com o governista, os colegas deveriam "respeitar a ausência" do empresário, que não estava presente para responder às críticas, ameaças e promessas dos senadores.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE