CONGRESSO

Câmara voltará às atividades presenciais com exigência de carteira de vacinação

Arthur Lira anunciou que os trabalhos voltarão na segunda-feira e que será exigido a vacina contra a covid-19

Thays Martins
postado em 19/10/2021 13:32 / atualizado em 19/10/2021 14:53
 (crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
(crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu pela volta do trabalho presencial a partir da próxima segunda-feira (25/10). Pelo Twitter, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), afirmou que será exigido o comprovante de vacinação contra a covid-19 como medida preventiva.

"A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu há pouco que os trabalhos presenciais serão retomados a partir da 2ª-feira, 25. Serão tomadas todas as medidas administrativas e sanitárias no retorno das atividades, entre elas, a apresentação da carteira de vacinação", disse. 

A Câmara estava trabalhando remotamente desde o ano passado devido à pandemia de covid-19. Desde fevereiro deste ano, os trabalhos têm sido de forma híbrida, com alguns deputados presentes no plenário.  

A volta ao presencial tinha sido anunciada para esta semana ainda em setembro, mas foi adiada depois de um surto de covid-19 na Casa. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE