Rachadinhas

STJ anula investigação das "rachadinhas" contra Flávio Bolsonaro

Com 4 votos a 1, STJ anulou caso das "rachadinhas'. Decisão diverge do voto do relator, Félix Fischer

Tainá Andrade
postado em 09/11/2021 18:23 / atualizado em 09/11/2021 18:26
 (crédito: Ed Alves/CB/DA.PRESS)
(crédito: Ed Alves/CB/DA.PRESS)

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou a investigação que corria contra o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), no caso das “rachadinhas”. Foram 4 votos a favor e um contra, a decisão divergiu da do relator do processo, ministro Félix Fischer. 

O filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro é acusado de ter contratado funcionários fantasmas que lhe devolviam a maior parte dos salários pagos pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). 

As suspeitas envolvendo Flávio Bolsonaro vieram à tona no final de 2018 com a revelação de um relatório do antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontando movimentações vultosas de recursos por Fabrício Queiroz, que era funcionário do seu gabinete na Alerj. 

Queiroz, amigo antigo da família Bolsonaro, é acusado pelo Ministério Público de ser o operador do esquema de rachadinha. 

Aguarde mais informações 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE