Prévias PSDB

Doria e Arthur Virgilio cancelam pronunciamento após reunião com Executiva Nacional

Durante todo o dia, filiados foram impedidos de votar pelo aplicativo das Prévias do PSDB. Candidatos se reuniram com o presidente do partido, Bruno Araújo, às 15h, para cobrar explicações

Israel Medeiros
Luana Patriolino
postado em 21/11/2021 17:32 / atualizado em 21/11/2021 20:44
 (crédito: Divulgação/PSDB)
(crédito: Divulgação/PSDB)

Após falhas no aplicativo de votação das prévias do PSDB, os candidatos João Doria (governador de São Paulo) e Arthur Virgílio (ex-prefeito de Manaus) convocaram a imprensa para uma coletiva às 18h deste domingo (21), mas, logo em seguida, cancelaram o pronunciamento. Eles estavam, desde às 15h, reunidos com a Executiva Nacional na sede do partido em Brasília. Também estava presente Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul que faz parte da disputa.

O temor de membros do partido é que o resultado da votação não saia hoje. A reunião com o presidente do partido, Bruno Araújo, foi para saber em que pé anda a votação e quais os estragos da instabilidade do aplicativo, que impediram milhares de filiados tucanos de votar no candidato que desejam que seja o representante da sigla na disputa presidencial de 2022.

Interlocutores do partido apontam que a causa do problema pode ter sido a falta de licenciamento do recurso de reconhecimento facial dos usuários. Para votar por meio do aplicativo, é preciso confirmar a identidade informando o título de eleitor e através de uma foto para reconhecimento facial. Usuários relataram problemas tanto na busca pelo título de eleitor quanto na verificação facial.

A Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FAURGS), responsável pela criação do aplicativo utilizado nas prévias, emitiu uma nota em que esclarece que "está investigando todas as possíveis causas da instabilidade verificada no aplicativo das prévias do PSDB".

"Desde que os primeiros relatos foram informados, os esforços dos técnicos da instituição estão em descobrir a causa da lentidão do sistema. Assim que houver total comprovação, o detalhamento desse ocorrido será levado a público", disse a FAURGS.

Segundo a instituição, o problema não tem qualquer relação com a compra de licenças para o reconhecimento facial, como se especulou. "Os votos até agora registrados não serão perdidos, e a segurança do sistema não foi afetada. Todo o processo está sendo acompanhado por técnicos representando as três chapas inscritas, garantindo lisura e transparência", afirmou.

Instabilidade

O aplicativo Prévias PSDB apresentou problemas a partir das 8h da manhã, quando filiados começaram a reportar que não estavam conseguindo completar o processo de verificação de identidade para registrar o voto.

A votação estava prevista para ocorrer a partir das 7h e ir até às 15h. O anúncio do vencedor deveria ocorrer às 17h, mas diante das dificuldades técnicas no aplicativo, o partido anunciou que estenderia o período de votação até às 18h.

Por volta das 15h, o problema ainda não tinha sido resolvido e apoiadores ainda relatavam que estavam sendo impedidos de votar. No mesmo horário, a votação presencial foi encerrada e as urnas começaram a ser desmontadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE