Prévias PSDB

Eduardo Leite quer votação de prévias concluída em até 48 horas

A votação remota das prévias do PSDB foi suspensa neste fim de tarde, por causa da instabilidade do aplicativo de votação

Israel Medeiros
postado em 21/11/2021 20:40 / atualizado em 21/11/2021 21:15
 (crédito: Divulgação/PSDB)
(crédito: Divulgação/PSDB)

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), defendeu neste domingo (21/11), que a votação das prévias presidenciais do PSDB seja retomada e concluída em até 48 horas. Mas ele avalia que isso terá de ser feito com segurança e com a garantia de que as pessoas conseguirão votar.

Ele defendeu que, já que, pelo edital das prévias, a eleição acaba neste domingo e considerando que a coordenação das prévias já foi dissolvida, a prioridade, segundo Leite, é que o processo seja tratado com a maior celeridade possível.

"A campanha de Eduardo Leite manifesta-se em nome do bom senso, da celeridade do processo e da manutenção do regramento eleitoral pela conclusão do processo em, no máximo, 48 horas, exigindo um aditamento ao edital com o novo prazo", diz ele na nota.

"Até porque seria um contrassenso termos feito tudo para garantir a segurança da votação, como reduzir o prazo para apenas domingo e, agora, querer alongar o tempo em uma semana, aumentando os riscos antes minimizados", prosseguiu.

Mais cedo, o partido anunciou que adiaria a definição do candidato após os problemas no aplicativo Prévias PSDB. O aplicativo Prévias PSDB apresentou problemas o dia inteiro e impediu filiados de completar o processo de verificação de identidade para registrar o voto.

Leia a íntegra da nota de Eduardo Leite:

Considerando que, pelo edital das prévias, a eleição acaba neste domingo à meia-noite;

Considerando que a comissão de coordenação das prévias já foi dissolvida;

Considerando que o aplicativo de votação não funcionou adequadamente, impossibilitando a votação legítima da maioria dos filiados;

Considerando que hoje ainda não há manifestação técnica das empresas garantindo a possibilidade de votação de todos os filiados pelo aplicativo;

A campanha de Eduardo Leite manifesta-se em nome do bom senso, da celeridade do processo e da manutenção do regramento eleitoral pela conclusão do processo em, no máximo, 48 horas, exigindo um aditamento ao edital com o novo prazo.

Até porque seria um contrassenso termos feito tudo para garantir a segurança da votação, como reduzir o prazo para apenas domingo e, agora, querer alongar o tempo em uma semana, aumentando os riscos antes minimizados.

Outro contrassenso é agora adiar a votação quando antes esse mesmo procedimento foi duramente criticado e rechaçado pelas outras candidaturas. Se antes não se podia adiar, quando teríamos permitido mais testes e segurança técnica do app, como agora, com tantos problemas detectados, vamos adiar por uma semana?

A campanha de Eduardo Leite aceita mais 48 horas de votação, desde que garantida a capacidade técnica para votação de todos os cadastrados que assim desejarem.

Com mais do que isso as prévias perderiam sua integralidade, seja pelo prazo, seja pelo número de votantes, seja pela incapacidade técnica do aplicativo, seja pela agressão ao ato normativo eleitoral ou seja pelas denúncias de irregularidades de todo o tipo, que se avolumaram no dia de hoje e que poderiam ensejar judicializações e sindicâncias indesejadas.

Vamos ao voto e que na terça-feira o PSDB apresente seu candidato para mudar o Brasil.

Eduardo Leite
E os Ex-Presidentes Nacionais do PSDB
Tasso Jereissati
José Aníbal
Pimenta da Veiga
Teotônio Vilela Filho


CONTINUE LENDO SOBRE