ORÇAMENTO 2022

Relator destina R$ 1,7 bi do Orçamento para aumento de policiais federais

Profissionais, no entanto, apontam que não dá para saber quanto irá para cada uma das polícias, nem qual o percentual de reajuste ou se ele será linear

Cristiane Noberto
postado em 21/12/2021 16:16 / atualizado em 21/12/2021 16:32
Relator-geral do Orçamento, deputado Hugo Leal (PSD-RJ) -  (crédito: Billy Boss/Câmara dos Deputados)
Relator-geral do Orçamento, deputado Hugo Leal (PSD-RJ) - (crédito: Billy Boss/Câmara dos Deputados)

Relator do Orçamento de 2022, o deputado Hugo Leal (PSD-RJ) cedeu uma fatia do orçamento para o aumento de policiais federais no ano que vem. Na última versão apresentada nesta terça-feira (21/12), após várias reuniões, o acordo fechado define R$ 1,7 bilhão para o reajuste salarial e a reestruturação de cargos do setor.

O valor ficou abaixo do pleiteado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que ligou ao relator na segunda (20) pedindo que ele considerasse o ajuste à sua base aliada mais estremecida desde o ano passado.

Os policiais, no entanto, comentam em bastidores que, mesmo que votem a verba, ela vai para três polícias: Rodoviária Federal, Polícia Federal e Polícia Penal. Logo, segundo a categoria, “não dá para saber quanto, para quem, qual o percentual de reajuste e nem mesmo se ele será linear”.

Votação do Orçamento 

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) debate hoje na Câmara Federal. Às 17h, a peça irá ao Senado Federal. É a última agenda do Congresso antes do recesso de fim de ano. Senadora Rose de Freitas (MDB-ES), presidente da CMO, afirma que "não há" possibilidade de deixar a votação para o próximo ano. Contudo, vale lembrar que o orçamento de 2021 só foi aprovado em março deste ano. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE