ELEIÇÕES

Moro afirma que Bolsonaro cometeu ''estelionato eleitoral' em 2018

Declaração do ex-ministro é uma reação à entrevista concedida pelo presidente da República a um site pró-governo, quando Bolsonaro negou ser a favor da Operação Lava Jato e do combate à corrupção

*João Vitor Tavarez
postado em 12/01/2022 19:07
 (crédito: Agência Brasil/Reprodução)
(crédito: Agência Brasil/Reprodução)

Após o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), negar que tenha dito, nas eleições de 2018, ser a favor da Operação Lava Jato e do combate à corrupção, o pré-candidato ao Palácio do Planalto, Sergio Moro (Podemos), declarou que o ex-aliado cometeu 'estelionato eleitoral' naquele ano.  

“Bolsonaro enfim admitiu ontem que nunca defendeu o combate à corrupção e a Lava Jato. Era só mais um discurso do seu estelionato eleitoral”, declarou o ex-juiz, no Twitter, nesta quarta-feira (12/1/22).

A fala de Moro é uma reação à entrevista concedida pelo presidente da República a um site bolsonarista, e reproduzida pelo portal O Antagonista.

“Eu não apareci em 2018 e falei que sou a favor da Lava Jato e que vou combater a corrupção. Não foi isso. Minha história começa há muito tempo. Eu estou com 66 anos de idade. São 28 anos no Parlamento e nenhum problema sobre acusações de coisa errada”, disse Bolsonaro.

Contradição

No entanto, a fala de Bolsonaro é contestada por uma publicação dele no Twitter em 11 de setembro de 2018, quando o então candidato à Presidência defendeu publicamente a operação de combate à corrupção no país.

 

*Estagiário sob a supervisão de Pedro Grigori

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE