ELEIÇÕES

Pagamento de novos auxílios pode turbinar a popularidade de Bolsonaro

De acordo com a sondagem de intenção de voto, caiu para somente cinco pontos percentuais a distância entre Lula (com 40%) e Bolsonaro (com 35%)

Taísa Medeiros
postado em 14/04/2022 05:56 / atualizado em 14/04/2022 05:58
 (crédito:  Ed Alves/CB/DA.PRESS)
(crédito: Ed Alves/CB/DA.PRESS)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) pode dar uma nova arrancada nas pesquisas eleitorais, a partir de hoje, com o início do pagamento do Auxílio Brasil e do vale-gás — segundo avaliações de fontes de dentro do governo federal. Isso porque o mais recente levantamento, divulgado ontem, aponta uma acentuada redução na diferença entre ele e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com a sondagem de intenção de voto, caiu para somente cinco pontos percentuais a distância entre o petista (com 40%) e Bolsonaro (com 35%). A pesquisa foi realizada sem o nome do ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) como candidato à Presidência.

O impacto do pagamento dos dois benefícios é expressivo. Conforme a estimativa do governo federal, cerca de 18 milhões de famílias serão ajudadas com a nova rodada de pagamentos do Auxílio Brasil, cujo valor médio é de R$ 400. Segundo as regras do programa que substituiu o Bolsa Família, as famílias com renda familiar mensal per capita de até R$ 105,00 se enquadram na situação de extrema pobreza. Já as famílias com renda conjunta mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210,00 se enquadram na situação de pobreza.

Em relação ao vale-gás, o cálculo estimado é de que algo em torno de 6 milhões de famílias de baixa renda passem a recebê-lo — para esta rodada de pagamentos, o Ministério da Cidadania não divulgou estimativa de beneficiados. Em fevereiro, a ajuda, no valor de R$ 52, foi pago a 5,58 milhões de famílias.

O valor da ajuda do governo federal corresponde a 50% da média nacional do preço do botijão de 13kg de gás liquefeito de petróleo (GLP), conforme levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

As regras para pagamento do Auxílio Brasil e do vale-gás são distintas. Segundo o Ministério da Cidadania, as famílias entrarão no programa de forma gradativa, até que todos os beneficiários do Auxílio Brasil sejam contemplados. A previsão para isso acontecer é até setembro de 2023.

CONTINUE LENDO SOBRE