Crise entre poderes

Mourão apoia ação contra Moraes e diz que Bolsonaro usa "armas da justiça"

O vice-presidente ainda disse haver uma "disruptura" no Brasil e que o presidente Bolsonaro usou os "instrumentos que tinha à disposição"

Cristiane Noberto
postado em 20/05/2022 14:17 / atualizado em 20/05/2022 14:18
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) apoiou o presidente Jair Bolsonaro (PL) na ação que o chefe do Executivo moveu contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes na semana passada.

“Uma vez que você considera que um magistrado está agindo parcialmente, em relação à sua pessoa, você tem essas armas para utilizar, para considerar que ele tá sendo parcial. Acho que está havendo certa disruptura nisso aí. Concordo que o presidente utilizou os instrumentos que tinha a sua disposição”, afirmou a jornalistas na entrada do Palácio do Planalto nesta sexta-feira (20/5).

Crise entre poderes

Na segunda-feira (16), Bolsonaro ingressou no STF com uma notícia-crime contra Alexandre de Moraes por abuso de autoridade.

“Ajuizei ação no STF contra o Ministro Alexandre de Moraes por abuso de autoridade, levando-se em conta seus sucessivos ataques à Democracia, desrespeito à Constituição e desprezo aos direitos e garantias fundamentais", escreveu o presidente.

Na quarta-feira (18), o prosseguimento da denúncia chegou ao fim. O ministro do Supremo Dias Toffoli afirmou que os argumentos do chefe do Executivo "não constituem crime e que não há justa causa para o prosseguimento do feito" e rejeitou a ação.

Ontem, Bolsonaro surpreendeu a todos ao cumprimentar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes em uma cerimônia ocorrida no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE