ELEIÇÕES

Bruno Araújo: Entrega de Doria é um recado para candidaturas personalíssimas

Segundo o presidente do PSDB, Bruno Araújo, a renúncia de Doria demonstra o compromisso com o projeto para o Brasil. "Quem fizer um movimento diferente desse está demonstrando que tem mais compromisso com si mesmo do que com um projeto de Brasil"

Cristiane Noberto
postado em 23/05/2022 13:56
 (crédito: Evaristo Sá/AFP)
(crédito: Evaristo Sá/AFP)

Após João Doria desistir da candidatura ao Palácio do Planalto, nesta segunda-feira (23/5), o presidente do PSDB, Bruno Araújo, enviou um recado às candidaturas que estão pulverizadas e tumultuando a terceira via. Segundo ele, a renúncia do ex-governador de São Paulo demonstra o compromisso com o projeto para o Brasil.

“Claro que como presidente do PSDB eu gostaria muito que tivéssemos uma candidatura própria, mas há algo maior do que tudo isso, há algo maior que a vontade de João Doria, algo maior que minha vontade. O Brasil não precisa de mais divisão interna. O gesto de João Doria hoje nos obriga moralmente. Nos mostra que o projeto está acima de tudo, e quem fizer um movimento diferente desse está demonstrando que tem mais compromisso com si mesmo do que com um projeto de Brasil”, afirmou.

Atualmente, há duas candidaturas tumultuando o autointitulado centro democrático: a de Ciro Gomes (PDT) e a do presidente do União Brasil, Luciano Bivar. A este último, aliás, Araújo mandou um recado especial pedindo que “refletisse” e voltasse a compor o projeto da terceira via.

“O União Brasil é um parceiro fundamental nosso. Fica aqui um apelo de reflexão para o UB se incorporar nesse projeto, que agora dá demonstrações claras, com o gesto de João Doria, que é possível aglutinar, não por unanimidade, mas em consenso. O UB seria muito bem-vindo de volta a essa construção para fortalecer algo que é maior que o interesse do PSDB, do MDB, é o interesse do Brasil. É convidado para retornar a esse projeto”, afirmou.

Bruno Araújo também não descartou a possibilidade de se aliar a Ciro Gomes. “Da mesma forma que fazemos um convite de reflexão para o UB retornar a esse projeto, quanto mais aglutinarmos, melhor. As pesquisas deixam claras que parte substancial da população brasileira tem desconforto pelas candidaturas apresentadas (Lula e Bolsonaro)”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE