Eleições 2022

Após afago de Bolsonaro, Zema fala em 'lealdade' ao Novo e apoio a d'Avila

Presidente da República defendeu a reeleição do governador, que reafirmou compromisso com o presidenciável de seu partido

Guilherme Peixoto - EM
postado em 27/05/2022 15:44
 (crédito: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 21/4/22)
(crédito: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 21/4/22)

Um dia após receber novo afago do presidente Jair Bolsonaro (PL), o governador Romeu Zema (Novo) reafirmou apoio ao colega de partido Felipe d'Ávila, pré-candidato ao Palácio do Planalto. Nesta sexta-feira (27/5), durante a cerimônia de conclusão da reforma de uma ala da maternidade Odete Valadares, em Belo Horizonte, Zema disse que se pauta por "lealdade" ao Novo.

"No partido Novo, temos um candidato a presidente: Felipe d'Avila. Meu apoio é ao partido e ao candidato do Novo. Tenho essa lealdade ao partido", afirmou.

Ontem, durante evento empresarial em BH, Bolsonaro defendeu explicitamente a reeleição de Zema. Ele discursou aos presentes logo após a fala do governador.

"Já que o governador acabou de ocupar a tribuna: time que tá ganhando não se mexe", assinalou.

Hoje, no entanto, Zema adotou tom diferente à fala de Bolsonaro. "Caminho com Felipe d'Avila. Se, amanhã, o Novo decidir apoiar outro candidato, seguirei o partido", pontuou.

O chefe do Executivo estadual assegurou que seu objetivo, caso reeleito, é estabelecer relação institucional com quem estiver na cadeira presidencial.

"Estarei me relacionando muito bem, tendo o melhor contato possível, com o futuro presidente do Brasil, possa ser Bolsonaro ou Lula. Minas Gerais precisa do governo federal e continuará dialogando com o governo federal"

Bolsonaro ainda tem candidato 'oficial' em Minas

Em que pese os acenos a Zema, Bolsonaro tem um pré-candidato oficial ao governo mineiro. É o senador Carlos Viana, que em março se mudou do MDB para o PL a fim de disputar a eleição estadual com a pecha de representante do bolsonarismo.

Ontem, Viana não esteve na agenda do presidente em BH. Mesmo assim, participou das agendas de Bolsonaro em Coronel Fabriciano e Ipatinga, no Vale do Aço. O senador viajou no avião da presidência da República. Hoje, seguiu com o líder do governo federal para um evento religioso em Goiânia (GO).

Para se credenciar como candidato, de fato, ao governo, Viana precisará vencer a resistência de parte do PL. Há, no partido, parlamentares simpáticos a Zema, que querem apoiar a reeleição dele.

Em abril, quando esteve em Uberaba, no Triângulo, Bolsonaro já havia elogiado Zema em público. Ele classificou o mineiro como "exemplo para todos".

D'Avila espera apoio de Zema

Neste mês, Felipe d'Avila esteve em Belo Horizonte para cumprir compromissos de sua pré-campanha ao Palácio do Planalto. Durante participação no "EM Entrevista", podcast do Estado de Minas e do Portal Uai, ele se mostrou confiante em ter o apoio de Zema na eleição nacional.

"Zema é um bom mineiro: mantém relações com todo mundo. Isso é muito diferente de apoiar. Zema já deu várias declarações oficiais de que vai apoiar meu nome", falou. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE