Congresso Nacional

Senado aprova comissão para apurar desaparecimento na Amazônia

Comissão foi aprovada nesta segunda (13/6) após pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

Victor Correia
postado em 13/06/2022 23:17
 (crédito: Pedro França/Agência Senado)
(crédito: Pedro França/Agência Senado)

O Senado Federal aprovou, nesta segunda-feira (13/6), a criação de uma Comissão Externa Temporária para investigar o desaparecimento do jornalista britânico Dom Philips e do indigenista Bruno Araújo Pereira no Vale do Javari, no Amazonas, desde 5 de junho.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou o pedido para criação da comissão em caráter de urgência, horas antes de ser votado. A comissão será composta por nove membros titulares e deve atuar por 60 dias. Ela ainda investigará o aumento de casos de violência na Amazônia, e serve como subsídio para uma eventual Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

Randolfe solicitou que os membros da comissão sejam indicados em até 24 horas, dado a urgência do caso.

“Não podemos mais tratar como isoladas situações de violência contra os defensores da floresta. Um momento lamentável que não vai passar despercebido. Temos a escalada do banditismo de uma política de ódio e violência que deve ser combatida com ações eficientes dos poderes”, destacou o senador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE