CONGRESSO

Margareth Menezes vai à Comissão de Cultura do Senado nesta terça

Audiência pública está marcada para as 10h. Segundo a pauta da sessão, a ministra apresentará o balanço de ações da pasta em 2023 e os desafios para 2024

A ministra aceitou o convite da comissão após requerimento de seu presidente, senador Flávio Arns (PSB-PR), aprovado em fevereiro -  (crédito: Geraldo Magela/Agência Senado)
A ministra aceitou o convite da comissão após requerimento de seu presidente, senador Flávio Arns (PSB-PR), aprovado em fevereiro - (crédito: Geraldo Magela/Agência Senado)
postado em 01/04/2024 10:38 / atualizado em 01/04/2024 11:19

A Comissão de Educação e Cultura (CE) do Senado ouve amanhã (2/4) a ministra da Cultura, Margareth Menezes, sobre o balanço das ações da pasta em 2023. A audiência pública semipresencial está marcada para as 10h.

A ministra aceitou o convite da comissão após requerimento de seu presidente, senador Flávio Arns (PSB-PR), aprovado em fevereiro. A pauta da audiência ainda inclui os desafios para a Cultura em 2024. Será a segunda vez que a ministra é ouvida pela CE – a primeira foi em maio do ano passado.

Margareth assumiu o Ministério da Cultura no ano passado, após sua recriação pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No governo anterior, a área não tinha status de ministério, sendo de responsabilidade da Secretaria Especial de Cultura, ligada à pasta do Turismo.

Retomada de investimentos

Dentre as ações que tiveram destaque no ano passado estão o repasse de R$ 3,8 bilhões em investimentos para o seto cultural pela Lei Paulo Gustavo (LPG), e de R$ 15 bilhões até 2027 pela Política Nacional Aldir Blanc (PNAB), lançada em outubro.

Os resultados serão apresentados em detalhes pela ministra amanhã, que também será questionada pelos parlamentares.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação