OPERAÇÃO

Porto de Santos: Marinha e PF apreendem mais de 200kg de droga

Como parte da operação de garantia da lei e da ordem (GLO), a PF e a Marinha apreenderam 200 kg de cocaína escondidos embaixo de um navio cargueiro

A droga foi encontrada nas caixas de mar de um navio cargueiro com destino à Alemanha -  (crédito: Divulgação/Polícia Federal e Marinha)
A droga foi encontrada nas caixas de mar de um navio cargueiro com destino à Alemanha - (crédito: Divulgação/Polícia Federal e Marinha)
postado em 03/04/2024 17:28

São Paulo — A operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em portos e aeroportos em São Paulo e no Rio de Janeiro, decretada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em novembro passado, segue apreendendo drogas em considerável quantidade. A última apreensão, realizada nesta terça-feira (2/4) pela Polícia Federal (PF) e pela Marinha no porto de Santos, descobriu 212 quilos de entorpecente identificado previamente como pasta base de cocaína.

A droga foi encontrada em caixas de mar de um navio cargueiro com destino à Alemanha. Caixas de mar são compartimentos junto ao casco da embarcação, abaixo da linha d’água, que serve para o navio extrair ou admitir água fazendo o lastro e assim equilibrar a embarcação para a navegação. A remoção do material contou com o auxílio de mergulhadores da Marinha.

O Porto de Santos (SP), tem sido uma das saídas preferenciais do crime organizado para o envio de entorpecentes para a Europa. A região portuária está incluída no decreto de GLO que vigora até 3 de maio, que tem como objetivo criar uma asfixia financeira nas organizações criminosas com o corte das rotas de tráfico internacional de drogas.

Segundo a Marinha do Brasil, a apreensão dessa semana “atesta o sucesso da coordenação de interagências, fortalecendo o combate ao tráfico de drogas e contribuindo para a asfixia logística das facções criminosas especializadas no tráfico internacional de drogas”, disse a Força em nota.

Cigarros

No outro lado do Brasil, a Marinha também comemora a apreensão de uma carga contrabandeada de cigarros em Belém, no Pará. O carregamento falsificado chegou em uma embarcação que navegava pela Baía do Guajará que foi apreendida em flagrante pela patrulha da Força Naval.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação