DENGUE

Dengue: 8 estados brasileiros já superaram pico da doença

Outros 12 apresentam estabilidade e decidirão se pico da doença já passou em todo Brasil

Oito estados brasileiros já ultrapassaram o pico de casos de dengue -  (crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Oito estados brasileiros já ultrapassaram o pico de casos de dengue - (crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
postado em 02/04/2024 18:07 / atualizado em 02/04/2024 20:47

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (2/4) que oito estados do Brasil já passaram o pico de casos da dengue — que geralmente ocorre entre abril e maio. Eles foram os primeiros a subir a curva da doença e também serão os primeiros a baixá-la.

Os estados que estão em queda são: Acre, Amazonas, Espírito Santo, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Piauí e Roraima.

“Queremos chamar a atenção para este momento com tendência de queda e estabilidade. Mas, [a situação] ainda requer atenção, precisamos que as pessoas continuem dedicando os 10 minutos contra a dengue, olhando os focos do mosquito. Temos também a necessidade nos municípios em que a vacina está disponível de que os pais e responsáveis possam levar as crianças para tomar a vacina contra a dengue”, declarou a secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente, Ethel Maciel.

De acordo com Maciel, ainda não é possível afirmar que o pico de casos de dengue deste ano já passou. Isso irá depender dos estados que apresentam estabilidade neste momento — Amapá, Ceará, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul e Tocantins.

“A curva vai descer de forma abrupta em alguns locais e em outros será de forma lenta. Não é o momento de baixar a guarda”, reforça a secretária.

Há ainda sete estados, principalmente no Nordeste, que estão com alta de casos — Alagoas, Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação