Investigação

De estupro a homicídio: suspeito de matar família tem longa ficha criminal

Lázaro Barbosa Sousa, 33 anos, é procurado pela polícia. Ele é suspeito de matar o empresário Cláudio Vidal e os dois filhos. A esposa foi levada pelo criminoso

Darcianne Diogo
postado em 09/06/2021 21:34 / atualizado em 09/06/2021 22:44
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

O suspeito de sequestrar a empresária Cleonice Marques, 43 anos, e assassinar o marido dela, Cláudio Vidal de Oliveira, 48, e os dois filhos do casal, Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, e Gustavo Marques Vidal, 21, acumula uma extensa ficha criminal por diversos delitos, entre eles roubo, estupro e homicídio. Lázaro Barbosa Sousa, 33, é considerado foragido em, ao menos, dois processos.

O criminoso invadiu a residência da família Vidal na madrugada desta quarta-feira (9/6). Minutos antes, ao perceber a ação, Cleonice ligou para o irmão e, em sussurros, pediu socorro. Logo depois, a ligação caiu. Lázaro matou o marido e os dois filhos a facadas. O mais velho também foi atingido por um disparo de arma de fogo.

O irmão de Cleonice chegou ao local por volta das 2h20 e encontrou os corpos em um dos quartos. Mesmo ferido, Cláudio alertou o cunhado e disse que a mulher havia sido levada. Depois, não resistiu aos ferimentos e morreu. No local do crime, peritos da Polícia Civil encontraram impressões digitais de Lázaro na janela.

Lázaro é investigado por um roubo semelhante em uma chácara próxima de onde morava a família Vidal. Em 17 de maio, o homem, que não tem residência fixa, invadiu uma casa, amarrou as vítimas e as ameaçou com revólver e faca. O criminoso ordenou que as vítimas tirassem as roupas e obrigou as mulheres a fazer e a lhe servir comida.

Em uma outra ocorrência investigada pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Lázaro abordou uma mulher na rua, a roubou e a estuprou. Contra ele, há outro mandado de prisão expedido pela Justiça da Bahia por homicídio qualificado e dois mandados condenatórios por roubo qualificado cometidos no DF. "É um criminoso de alta periculosidade", pontuou o delegado à frente do caso, Raphael Seixas, chefe da 24ª Delegacia de Polícia (Setor O).

Buscas

Policiais de todas as forças de segurança estão nas ruas para localizar Cleonice e prender o suspeito. Buscas em um matagal próximo foram feitas por cães farejadores da PMDF. Os policiais rodoviários federais também utilizaram drones. A operação conta com o apoio, ainda, da Divisão de Repressão e Sequestro (DRS).

Cleonice e a família administravam uma floricultura perto de casa, a Viveiro Vidal. Câmeras do circuito interno de segurança do estabelecimento não conseguiram flagrar a entrada do criminoso na residência.

  • Delegado-chefe da unidade policial que investiga o caso, Raphael Seixas
    Delegado-chefe da unidade policial que investiga o caso, Raphael Seixas Foto: Darcianne Diogo/D.A Press
  • Polícia investiga triplo homicídio
    Polícia investiga triplo homicídio Foto: Darcianne Diogo / D.A Press
  • Desde às 2h20, horário exato da ocorrência, as forças de segurança do DF mobilizaram uma força tarefa para encontrar Cleonice
    Desde às 2h20, horário exato da ocorrência, as forças de segurança do DF mobilizaram uma força tarefa para encontrar Cleonice Foto: Darcianne Diogo
  • Polícia investiga triplo homicídio em Ceilândia
    Polícia investiga triplo homicídio em Ceilândia Foto: Darcianne Diogo/D.A Press
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE