Crime

Suspeito de triplo homicídio no DF obrigou reféns a fumarem maconha

Na tarde desta quinta-feira (10/6), o homem invadiu uma chácara em Ceilândia Norte, e fez caseiro e dona do imóvel de reféns

Rafaela Martins
postado em 11/06/2021 15:57
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

“Ele enrolou dois cigarros e obrigou meu filho e a patroa a fumarem maconha”. O relato é da mãe do caseiro que teve arma apontada na cabeça, na região do Incra 9. O homem, identificado como Anderson, 18 anos, estava na companhia da patroa, Sílvia Campos, 40. Os dois foram feitos reféns na manhã desta quinta-feira (10/6). O suspeito é Lázaro Barbosa Sousa, 33, acusado de sequestrar a empresária Cleonice Marques, 43, que está desaparecida desde quarta-feira (9/6).

Antonia Fernandes, 51, mãe de Anderson, está muito abalada por tudo que aconteceu com o filho. “Não senti minhas pernas ao saber da notícia”, conta. Anderson estava no quintal, quando o suspeito invadiu o lote. “Ele disse que não ia fazer nada, era só meu filho não reagir. Colocou uma máscara de criança e mandou chamar quem estava dentro de casa”, revela. Mais tarde, o homem afirmou aos reféns que teve participação no crime que matou o empresário Cláudio Vidal, 48, e os dois filhos dele, Eduardo Marques Vidal, 15, e Gustavo Marques Vidal, 21.

Segundo Antonia, o suspeito obrigou Silvia e Anderson a fumarem maconha. “Por ser mais velha, Sílvia desmaiou e meu filho ficou muito tonto”, disse. O homem também ordenou que Sílvia fizesse algo para ele comer. Enquanto isso, mandou o caseiro e a mulher ficarem de costas para ele, e olhar para a parede. O suspeito ficou mais de três horas na casa e foi embora com dinheiro, pertences, dois celulares e carregador.

Desdobramentos

A empresária Cleonice Marques ainda não foi encontrada. As diligências no local do crime estão em andamento e uma das linhas de investigação é de que ela pode ter sido sequestrada. O caso é conduzido pela 24ª Delegacia de Polícia (Setor O) e a Divisão de Repressão ao Sequestro (DRS) também atua na investigação.

Durante a madrugada desta sexta-feira (11/6), policiais foram acionados para uma ocorrência de roubo em outra residência próxima ao Pesque-Pague Papa Léguas, também em Ceilândia. Fontes policiais informaram que um homem invadiu a casa por volta das 20h de quinta-feira (10/6), amarrou o funcionário e levou o carro, um Palio Branco. Ele teria deixado o imóvel às 3h30 e seguiu para Cocalzinho (GO), onde ateou fogo no veículo. As buscam continuam.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE