Feminicídio

Velório de Melissa Mazzarello reúne cerca de 50 pessoas em Sobradinho

Parentes e amigos se despendem de Melissa Mazzarello, 41 anos. O marido dela, Leandro de Barros Soares, confessou o crime e está preso

Mariane Rodrigues
postado em 19/06/2021 11:05 / atualizado em 19/06/2021 11:27
 (crédito: Mariane Rodrigues)
(crédito: Mariane Rodrigues)

Cerca de 50 pessoas se reúnem na Capela 3 do Cemitério Campo da Esperança para dar um último adeus para a psicóloga Melissa Mazzarello, 41 anos. A vítima foi morta por asfixia na manhã de quinta-feira (17/6). O marido, Leandro de Barros Soares, 41, confessou o crime e se apresentou à polícia com um advogado . O corpo será enterrado às 11h30.

Admiração e a imagem de uma mulher muito querida, são as lembranças mais fortes do tio de Melissa, Bené Gomes, 57 anos. “Não tenho sentimento de ódio e rancor contra ninguém. Estamos todos emocionalmente desgastados e agradeço a todos que estão compartilhando do nosso sentimento”, desabafou. Para Bené, a maior preocupação da família no momento é preservar os filhos de Melissa. “Estamos num momento dificílimo”

A empresária Maria Elisa Rezende, 79 anos, dona da escola onde a psicóloga trabalhava, relatou ao Correio que Melissa estava começando “um projeto incrível com crianças autistas”. Para ela, a morte dela dói muito. “Estava sempre sorrindo e ajudando a todos. Era sempre muito elogiada pelo seu carisma”.

O crime

Melissa foi morta por volta das 9h de quinta-feira (17/6), na casa onde vivia com o marido. De acordo com a polícia, o homem enforcou a psicóloga após uma discussão por ciúme excessivo. Ele se apresentou à polícia civil na tarde do mesmo dia e confessou ter matado Melissa.

Em 23 de setembro de 2020, Melissa registrou uma ocorrência na 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião), contra Leandro por agressão verbal e física. Uma suposta traição que seu marido a acusou foi o motivo para tais atos.

Pelos relatos da mulher, Leandro tinha um histórico recorrente de agredi-la por ciúme excessivo e, por isso, pediu medidas protetivas para que ele fosse afastado do lar e proibido de manter contato com ela. Eles teriam reatado o relacionamento recentemente. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE