Habitação

Ibaneis Rocha assina termo de criação do Setor Habitacional Jóquei Clube

Entre a Estrada Parque Taguatinga e Guará (EPTG) e a Estrutural, o terreno de 252 hectares fica em frente a Vicente Pires

Rafaela Martins
postado em 24/06/2021 14:50 / atualizado em 24/06/2021 15:30
Evento de assinatura ocorreu no Palácio do Buriti -  (crédito: Renato Alves/Agência Brasília)
Evento de assinatura ocorreu no Palácio do Buriti - (crédito: Renato Alves/Agência Brasília)

O governador Ibaneis Rocha (MDB) assinou, na manhã desta quinta-feira (24/6), o termo de cooperação técnica para a criação do Setor Habitacional Jóquei Clube. A solenidade ocorreu no Salão Nobre do Palácio do Buriti. O terreno de 252 hectares fica em frente a Vicente Pires, entre a Estrada Parque Taguatinga e Guará (EPTG) e a Estrutural. O setor poderá receber até 52 mil moradores, em 17,5 mil apartamentos.

Segundo Ibaneis, as obras só começarão no início do próximo ano. “Tenho convicção de que órgãos e equipes técnicas vão entregar esse projeto o mais rápido possível, para que, no início do ano que vem, esse bairro seja construído e implantado no Distrito Federal. Esse vai ser um dos mais belos bairros da nossa capital”, disse. Além disso, o governador contou que os terrenos já foram vendidos para empresas, e que o setor habitacional será um dos melhores locais para se morar no Distrito Federal.

O acordo para a cessão do terreno e a construção das unidades é uma parceria entre o Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Terracap e a Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi-DF). Pelo acordo, a associação doará o Plano Urbanístico da Área de Expansão Urbana da região, que será concluído ainda este ano. Em contrapartida, o GDF vai realizar o processo de licitação pública, além de providenciar a infraestrutura e o licenciamento ambiental para construção na área.

“Esse é um projeto que vem trabalhado pela Ademi-DF, assim como foi o Noroeste. Nós temos o Noroeste, um dos melhores bairros do Distrito Federal, construído com toda a parte ecológica, com muito cuidado. E a ideia de trabalhar junto à Ademi foi exatamente fazer do Jóquei mais um bairro de grande qualidade de vida para a população. O projeto será moderno e com muitas áreas verdes”, declarou o governador.

Além disso, o chefe do Palácio do Buriti anunciou a entrega de outro bairro. “Nós teremos, em breve, o lançamento do bairro do Taquari. Estou trabalhando junto à Terracap para que a gente possa implementar mais esse bairro, e tenho convicção de que nós vamos conseguir fazer ainda dentro desse nosso governo, dentro dessa nossa gestão, para contribuir com a população do Distrito Federal”, afirmou.

Planejamento de imóveis

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) já aprovou o Estudo Territorial Urbanístico (ETU) aplicável ao setor habitacional. Esse é o primeiro passo necessário para possibilitar o início do processo de parcelamento do solo urbano. No Jóquei Clube, serão oferecidos imóveis residenciais de médio e alto padrões, para atender os diversos perfis da população, assim como unidades comerciais para contemplar diversos segmentos econômicos.

“O Jóquei é uma área urbana desde 2009, já assim caracterizada pelo Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT), e tinha recebido as primeiras diretrizes para parcelamento do solo e para criação de novos lotes, desde 2017. Nos últimos anos, de 2019 para cá, fizemos atualizações dessas diretrizes, para garantir que a criação desse bairro viesse dentro de uma perspectiva do urbanismo contemporâneo, com todas as preocupações de sustentabilidade, de questões ambientais e da melhor infraestrutura urbana possível”, relatou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira.

O secretário lembrou que a criação de novos bairros deve ser a regra para oferta de lotes legais no DF. “Não se deve pensar a criação de bairros como uma preocupação para a densidade populacional, uma preocupação para o trânsito, porque esses são bairros que nascem planejados, com todo o planejamento de trânsito, todo o licenciamento ambiental e que naturalmente o projeto que vai ser formalizada a entrega aqui hoje por esse convênio, passará por todo o trâmite legal”, acrescentou o representante da Seduh.

O presidente da Ademi-DF, Eduardo Aroeiro, também compareceu à solenidade e destacou que o projeto urbanístico foi pensado dentro das condições mais modernas e atuais. “Teremos lá um bairro muito verde, com uma drenagem espetacular, ciclovias, transporte público privilegiado na região, e acima de tudo, podemos através dessa doação, agilizar e disponibilizar um novo bairro para a população com qualidade”, completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE