Pandemia

Espera de 3h e falta de vacina deixam brasilienses indignados

Faltaram imunizantes no posto do Taguacenter, em Taguatinga, e no Parque da Cidade

Ana Maria da Silva
postado em 17/07/2021 12:56 / atualizado em 17/07/2021 15:59
 (crédito: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
(crédito: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)

Os brasilienses que foram ao drive-thru do Parque da Cidade para receber a segunda dose da vacina contra o novo coronavírus enfrentaram até três horas de espera. Quando a reportagem esteve no local, por volta das 10h30, havia uma fila com 200 a 250 veículos, de acordo com os agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF).

A tradutora Fabíola Vasconcelos, 56 anos, e o arquiteto Dagalberto Ferreira, 53, contaram que, por volta das 11h, os profissionais de saúde informaram quem estava na fila que a justificativa para a demora era a falta de vacina.

“Acho que alguém do governo deve ter errado, não enviou a quantidade certa de vacina. Nós ficamos sabendo que apenas cerca de 83 doses da Corona Vac foram enviadas. Não é possível”, reclamou Dagalberto. “Fomos pegos de surpresa com o término das doses”, completou Fabíola.


Taguatinga

Uma moradora de Taguatinga, que pediu para ter o nome preservado, relatou que a equipe da saúde que atende no Taguacenter orientou as pessoas da fila a seguirem para o Parque da Cidade, porque as doses destinadas para aquele ponto de vacinação havia acabado. “Cheguei aqui (Parque da Cidade) e também não tinha. Já estou há três horas na fila esperando, não tem explicação pra tamanha desorganização”, pontuou.


40 anos

Pessoas com 40 anos que agendaram a vacinação para este sábado, também reclamaram. Apesar do horário marcado, o público também precisou aguardar na fila. De acordo com profissionais de saúde do Parque da Cidade, para este público foram agendados 500 atendimentos.

“Está extremamente desorganizado. Agendei para as 9h30 e estou aqui há três horas. Não tem sinalização, não sabemos para onde ir”, reclamou o gerente de T.I., Arnaldo Lessa Sanches, 40. Morador do Lago Norte, ele optou pelo Parque da Cidade porque tinha a data mais próxima. “Como não sabia se ia ter reação, achei melhor marcar em um sábado”, disse. Por volta das 12h, a fila voltou a andar.

O agendamento para o novo público contemplado acabou ainda nesta sexta-feira (16/7), após suspensão por trinta minutos. Em nota, a Secretaria de Saúde informou que as 500 vagas de comorbidades foram preenchidas até às 16h30. “As 46 mil vagas de 40 a 49 anos foram preenchidas até às 22h. A vacinação deste público começa a ser realizada a partir deste sábado”, disse.

O Correio fez contato com a Secretaria de Saúde para entender os motivos da falta de vacina e da longa espera. Assim que a pasta se manifestar, essa nota será atualizada com a resposta.

 

  • O lote de vacinas que chegou congelado ao DF é atestado como eficiente, em posicionamento do Ministério da Saúde
    O lote de vacinas que chegou congelado ao DF é atestado como eficiente, em posicionamento do Ministério da Saúde Foto: Paul Hennessy/ Divulgação
  • Drive thru da Torre de TV
    Drive thru da Torre de TV Foto: Barbara Cabral/Especial para o Correio
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE